Publicações Populares

Escolha Do Editor - 2020

Posso engravidar de um homem com prostatite?

Nos fóruns da Internet, costuma-se encontrar a seguinte pergunta: “Como a prostatite e a gravidez estão relacionadas?” A inflamação da próstata afeta negativamente a função reprodutiva dos homens; portanto, acredita-se que a concepção com essa patologia seja impossível em princípio. Imediatamente, vale esclarecer que a gravidez é possível, embora muito dependa da forma e do estágio da doença.

Planejamento da gravidez

Se a família do marido tem prostatite, é necessário estabelecer por quanto tempo essa inflamação ocorre. Afinal, a taxa de proliferação do epitélio conjuntivo e um aumento na probabilidade de infertilidade em um homem dependem diretamente da duração do processo inflamatório.

Para responder à questão de saber se é possível engravidar se o marido tiver prostatite, você deve entender o funcionamento da próstata em um estado saudável. Se não estiver inflamado, ele executa as seguintes tarefas:

  1. controla a ejaculação,
  2. normaliza a viscosidade do esperma,
  3. responsável por suas características qualitativas e aumenta a atividade espermática.

A motilidade e a sobrevivência dos espermatozóides são garantidas pelo ambiente alcalino do suco da próstata. O antígeno único da próstata impede o espessamento dos ejaculados e a estagnação do líquido seminal.

Uma próstata inflamada não perde completamente a capacidade de produzir ejaculação, mas o nascimento de uma criança é observado apenas em 2% dos casos, uma vez que o efeito da prostatite na concepção e no curso posterior da gravidez é muito grande.

São distinguidos três tipos de prostatite: crônica, aguda e bacteriana (viral, infecciosa).

Se ocorreu infecção nos cromossomos dos espermatozóides, a qualidade do seu material genético diminuirá.

Que efeito a prostatite pode ter na saúde da mulher?

Durante a intimidade com um homem cuja prostatite é de natureza viral, substâncias e bactérias tóxicas inevitavelmente penetram na vagina da mulher juntamente com o esperma, o que acabará por levar à interrupção do equilíbrio ácido-base dos órgãos genitais mucosos. Os espermatozóides enfraquecidos pela prostatite no ambiente ácido da vagina não conseguem sobreviver, mais a imunidade é reduzida, o que cria condições confortáveis ​​para a penetração e reprodução de bactérias que podem provocar doenças femininas.

Algumas bactérias que causam prostatite podem causar cistite e pielonefrite nas mulheres, o que também afetará a concepção do bebê.

Todo mundo que encontrou esta doença quer saber como a prostatite afeta a concepção e se é possível engravidar. Sim, a inflamação da próstata na família do marido cria um perigo para a saúde e a capacidade de conceber e a esposa, mas, felizmente, as estatísticas mostram que, com a prostatite, há chances de uma gravidez muito aguardada.

Existe perigo para o feto

Quando a concepção ocorreu, você não pode se preocupar com o curso da gravidez, se a inflamação da próstata não for infecciosa.

Se a prostatite em um homem é de natureza viral, as bactérias podem ser transmitidas ao parceiro durante a relação sexual. Se uma mulher engravidar nessas condições, o vírus afetará o corpo da futura mãe e afetará adversamente o feto em desenvolvimento.

Cerca de 2% das gestações terminam nos primeiros 7 dias da vida do embrião. A razão para isso é mais frequentemente a patologia do desenvolvimento fetal (61% de todos os fatores possíveis).

Se um homem não tratou prostatite e a gravidez ocorreu - existe o risco de ela estar ectópica ou morta. Isso levará à interrupção obrigatória da gravidez no primeiro caso ou à morte do feto e ao aborto espontâneo no segundo.

É possível ter um filho saudável?

A probabilidade de concepção de uma criança em homens preocupados com prostatite é reduzida diariamente. Mas mesmo com essa doença, é possível se tornar pai.

A gravidez com prostatite será bem sucedida com a preparação preliminar apropriada.
Para conceber e gerar um filho sem patologias, foram inventados o planejamento e o manejo da gravidez. Nesta fase, o homem deve ser examinado quanto à presença de doenças que possam de alguma forma interferir na concepção e no curso da gravidez. Você deve começar levando o esperma para análise, o que ajudará a determinar o número de espermatozóides móveis e viáveis, bem como os sinais de possível inflamação.

Se for detectada prostatite aguda, sua forma crônica ou infecciosa, é melhor abandonar a concepção até o momento, a fim de evitar consequências indesejáveis ​​durante a gravidez.

Esta será uma forma não bacteriana de prostatite, se outros métodos revelaram inflamação da próstata, enquanto a qualidade do esperma é normal. Nesse caso, o médico lhe dirá como resolver o problema, prescreverá um tratamento individual e fará uma consulta sobre outras concepções.

Se você recusar contraceptivos, se a concepção de uma criança ocorrer dentro de um ano - essa é a norma. Caso contrário, a questão será sobre um exame completo do casal para determinar as causas da infertilidade.

Como preparar um homem para a concepção

As pessoas que encontraram essa forma do curso da doença querem saber se é possível conceber uma criança com prostatite crônica. A prostatite crônica complica a chegada de uma gravidez aguardada pelo fato de que você pode começar a planejar apenas na fase de remissão completa. Antes de tudo, para verificar a qualidade da composição espermática e fazer uma previsão da probabilidade de uma concepção bem-sucedida, o homem precisa passar no espermograma.

Além deste estudo, vários outros testes podem ser atribuídos:

  1. verificação hormonal,
  2. a presença de patógenos de origem viral,
  3. determinação do nível de leucócitos indicando a presença de inflamação,
  4. determinação do tamanho da próstata usando ultra-som.

O exame em um complexo ajuda a ver e determinar a gravidade da doença para selecionar outro regime de tratamento.

Sem dúvida, com prostatite, você pode ter filhos. Mas o risco para a saúde da futura mãe e para o desenvolvimento de um feto frágil é tão grande que é melhor não se envolver em experimentos perigosos. Se você suspeitar e tiver sintomas de prostatite, faça um exame com um urologista.

Tratamento da prostatite e restauração da função reprodutiva em homens

Um regime de tratamento individual para uma glândula inflamada só pode ser prescrito por um médico. O curso do tratamento consiste em antibióticos, fisioterapia e dieta.

Nesse caso, o planejamento da gravidez faz sentido adiar até que o homem esteja totalmente recuperado. Em média, podem ocorrer 5-6 meses a partir do dia em que você vai ao médico e começa a tomar antibióticos até que o esperma seja completamente renovado.

Ao abandonar os maus hábitos, um homem será capaz de acelerar sua recuperação. Além disso, não será errado dedicar tempo diário à ginástica, que estimula o fluxo sanguíneo na área pélvica.

A função reprodutiva dos homens pode ser totalmente restaurada por um longo período, se você não negligenciar a observância das regras de um estilo de vida saudável.

Para excluir recaídas da doença, você precisará de:

  • desistir de álcool e fumar,
  • não coma alimentos condimentados, ácidos e gordurosos,
  • tomar complexos vitamínicos e minerais,
  • fazer ginástica
  • Evite estresse emocional e estresse.

Essas medidas simples ajudarão a restaurar a força masculina e permitirão evitar a infertilidade. Nessas condições, os homens, depois de tratar a prostatite, poderão se tornar pais felizes, e a resposta para a pergunta se um homem pode ter filhos com prostatite será positiva para eles.

Posso engravidar com prostatite

As perguntas sobre se é possível engravidar com prostatite dizem respeito a homens e mulheres. Com um curso prolongado do processo inflamatório na próstata, há uma alta probabilidade de que funções importantes do sistema geniturinário sejam prejudicadas. Tais mudanças podem levar à infertilidade.

As mulheres geralmente se interessam pelos médicos sobre a possibilidade de engravidar se o marido tiver prostatite crônica. Uma doença nesta forma não exclui a possibilidade de concepção, embora seja muito pequena. Para a esposa e o bebê, a doença do marido não representa uma ameaça específica.

Impacto na gravidez e possíveis complicações

Prostatite crônica e concepção é um tópico quente que os principais especialistas estão estudando. Eles conseguiram descobrir que a gravidez de um homem com esse diagnóstico é possível. Mas você precisa entender que, no momento da relação sexual, o cônjuge corre o risco de receber uma infecção do marido se a doença for causada por microflora patogênica. Há também um alto risco de infecção fetal.

Com uma forma bacteriana de prostatite, a infecção será transmitida a uma mulher

Devido ao fato de que a inflamação da próstata pode ser perigosa para uma mulher e um bebê ainda não nascido, um casal deve evitar uma gravidez não planejada. Se os cônjuges não seguirem essa regra, poderão esperar consequências desagradáveis, a saber:

  • Gravidez ectópica
  • Congelamento fetal.

O efeito da prostatite na concepção de uma criança pode ser negativo. De fato, durante a transmissão da infecção, uma mulher corre o risco de ser infectada por fungos e bactérias. No momento da gravidez, o sistema imunológico começará a reagir bastante acentuadamente à microflora patogênica. Como resultado, uma mulher sofrerá toxicose grave por um longo tempo.

A possibilidade e o resultado da concepção dependem diretamente de vários desses fatores:

  1. Quando os cônjuges conseguiram conceber um feto - antes ou após o tratamento,
  2. Por que razões a próstata do homem ficou inflamada,
  3. Como o processo inflamatório afeta o trabalho do sistema geniturinário.

Após a gravidez, você deve marcar imediatamente uma consulta com um especialista. Ele observará o desenvolvimento do feto ao longo do período.

Gravidez congelada

Para a questão de saber se é possível conceber uma criança com prostatite, a resposta será sim. Isso é apenas a gravidez não pode ser o melhor caminho. Uma das complicações mais perigosas nesse caso é o congelamento do feto. A violação ocorre como resultado do patógeno que entra no corpo feminino. Se um homem é diagnosticado com prostatite, isso pode acontecer por culpa de mutações no espermatozóide, bem como sua degradação.

É fácil entender se a prostatite afeta a concepção de uma criança. A consequência dessa gravidez pode ser não apenas um congelamento fetal, mas também um aborto espontâneo. Ocorre nos estágios inicial e final.

A probabilidade de várias patologias da gravidez é alta

Gravidez ectópica

Na prostatite aguda ou crônica, você pode conceber uma criança, mas essa gravidez geralmente é ectópica. Esta condição é muito perigosa para uma mulher. Se medidas urgentes não forem tomadas, ocorre uma ruptura das trompas de falópio, que leva à morte. A gravidez ectópica é causada por esses fatores:

  1. Mudando a estrutura dos órgãos genitais,
  2. A mudança na densidade da microflora do sistema reprodutivo,
  3. Motilidade espermática baixa.

O ovo pode ser fertilizado enquanto estiver dentro da trompa de Falópio. Para evitar consequências negativas, os médicos enviam uma mulher com diagnóstico de gravidez ectópica a uma operação para remover o feto.

Efeitos na concepção

Para minimizar o impacto negativo do processo inflamatório na próstata na concepção e saúde da criança, os seguintes erros devem ser evitados:

  • Para se engajar na concepção enquanto estiver tomando medicamentos prescritos para prostatite crônica,
  • Sem consultar o seu médico, escolha uma data de concepção,
  • Tentando engravidar recusando medicamentos.

Se as recomendações de um especialista forem seguidas, a gravidez com prostatite deixará de ser um problema sério para os cônjuges.

Como planejar uma concepção para prostatite

Com prostatite, você pode tentar engravidar. Mas, ao mesmo tempo, é necessário aderir às recomendações relacionadas ao planejamento da concepção. Graças a isso, a gravidez passará sem problemas e as crianças serão protegidas contra infecções e outras condições dolorosas.

O planejamento da gravidez deve começar com um exame urológico de um homem com prostatite. Não será supérfluo fazer um espermograma. Este procedimento é obrigatório se antes o casal teve um aborto espontâneo ou um congelamento fetal. A análise permitirá que você saiba o quanto o esperma é viável e ativo.

Antes de planejar a concepção, é necessário um exame com um andrologista

O planejamento da gravidez deve consistir em várias etapas importantes:

  1. Testes - exame ultrassonográfico dos órgãos pélvicos, estudo da secreção prostática e níveis hormonais,
  2. Discutindo a probabilidade de concepção e determinando o momento ideal para o casal iniciar esse processo,
  3. Um homem em tratamento de prostatite. Durante a terapia, o paciente deve ser submetido periodicamente a testes que ajudam a rastrear mudanças positivas após o curso,
  4. Aguardando a renovação do esperma após tomar antibióticos e outros medicamentos que podem afetar sua qualidade.

Preparar-se para a concepção é um processo importante. Sem ela, não há garantia de que a gravidez ocorra e prossiga sem complicações. Portanto, os cônjuges devem ser responsáveis ​​por esses problemas se planejarem se tornar pais de um bebê saudável no futuro.

Pode causar infertilidade

Mesmo especialistas experientes não serão capazes de dizer com certeza se é possível ter filhos com prostatite crônica para um paciente específico. Para obter a resposta correta, o médico precisa estudar o quadro clínico da doença em detalhes, bem como descobrir como a terapia atuará no homem.

Devido ao fato de a prostatite levar à infertilidade, não apenas os homens mais velhos, mas também os jovens ficam preocupados com sua própria saúde. Esta complicação é geralmente observada com uma forma infecciosa de inflamação. Diagnóstico de infertilidade com medo de ouvir muitos pacientes. Os sintomas poderão alertar sobre o desenvolvimento de uma complicação tão séria:

  • Deterioração geral
  • Dores constantes de natureza puxando ou cortando no abdome inferior,
  • Ejaculação precoce,
  • Enfraquecendo uma ereção,
  • Dor durante a intimidade.

Se um homem notou esses sintomas, ele precisa informar urgentemente um especialista sobre eles. Nesse caso, você não pode atrasar a visita a um urologista, pois o processo inflamatório na próstata se desenvolve rapidamente. Os sintomas acima são atribuídos ao estágio inicial de infertilidade. Se um homem planeja ter filhos no futuro, ele precisa iniciar imediatamente o tratamento para a inflamação.

Até 10 de agosto O Instituto de Urologia, juntamente com o Ministério da Saúde, realiza o programa "Rússia sem prostatite"Dentro do qual o Predstanol está disponível a um preço preferencial de 99 rublos. , todos os moradores da cidade e região!

O que é prostatite perigosa

Muitas causas podem levar ao desenvolvimento de inflamação prostática, no entanto, sua detecção e tratamento oportunos são da maior importância. Por que isso é tão importante? A prostatite pode levar a consequências muito desagradáveis, não apenas em relação à saúde dos homens, mas também às mulheres e até seus filhos.

  1. A próstata é extremamente importante para o trabalho de todo o corpo de um homem, porque desempenha muitas funções vitais: participa da produção de sementes, do metabolismo da testosterona e também regula a circulação sanguínea pélvica baixa.Quando a próstata se inflama sob a influência da microflora patogênica, são liberadas toxinas que penetram no tecido dos testículos, estreitam o ducto pelo qual o fluido seminal passa e provocam a formação de cicatrizes. Como resultado, a entrada de esperma na próstata é difícil e muitos também morrem sob a influência de toxinas. Como resultado, a natureza dos segredos muda, os espermatozóides viáveis ​​restantes são colados, o que praticamente priva o homem de uma chance de paternidade. Além disso, a circulação pélvica piora, o que provoca estagnação e impotência. É possível conceber uma criança com prostatite? Mesmo se o cônjuge for capaz de ter relações sexuais, seu esperma mudará a composição. Ele contém toxinas, microorganismos patogênicos e espermatozóides defeituosos, por isso é impossível conceber uma criança de pleno direito a partir desse biomaterial. Em meio a todas as mudanças, a infertilidade irreversível pode se desenvolver.
  2. Os problemas de concepção já foram indicados acima, mas, além disso, se ocorrer a fertilização, eles podem surgir em relação ao suporte do feto. A inflamação prostática geralmente causa aborto espontâneo, localização fetal ectópica ou gravidez perdida.
  3. Efeito negativo na saúde da mulher. Com a intimidade sexual de um homem com prostatite, espermatozóides, toxinas e microorganismos patogênicos penetram no corpo feminino. Essa composição do esperma afeta negativamente a condição do ambiente vaginal, dificultando o avanço do esperma já enfraquecido. E, em casos difíceis, esse espermatozóide causa o desenvolvimento de condições patológicas perigosas, como bartolinite, endometrite, anexexite ou obstrução tubária.

Se um homem tem um processo inflamatório crônico na próstata, as consequências podem ser mais complexas e difíceis de curar. Portanto, a prostatite deve ser tratada, não permitindo sua degeneração em formas crônicas.

O efeito do processo inflamatório na próstata nas funções reprodutivas

Homens que sofrem de inflamação da próstata, e especialmente de seus cônjuges, recorrem frequentemente a especialistas com uma pergunta - como a prostatite afeta a concepção. Essa ansiedade geralmente ocorre em casais que não conseguem engravidar por um longo tempo. Aqui está o que os especialistas dizem sobre isso. Mesmo que um homem possa ter relações sexuais completas, ele não tem disfunções eréteis, a fertilização ainda pode não ocorrer, porque o esperma doente não é capaz de fertilizar uma célula feminina. Tais distúrbios ocorrem num contexto de vários fatores, mas todos eles têm uma conexão com a prostatite.

Em primeiro lugar, esse efeito é observado no contexto da própria inflamação. De fato, a prostatite é tipicamente caracterizada por uma lesão inflamatória prolongada que causa alterações estruturais glandulares. Aparecem formações cicatriciais que interferem na passagem do líquido seminal e, sob a influência da infecção, mudanças patológicas se espalham para as estruturas vizinhas. As bactérias também penetram no corpo feminino, provocando várias patologias.

Em segundo lugar, o efeito da prostatite na concepção é devido a fatores negativos no processo terapêutico. Afinal, alguns medicamentos afetam negativamente a viabilidade espermática. Às vezes, o tratamento é prescrito para ambos os cônjuges, enquanto a viscosidade do muco feminino na vagina muda, o que impede a passagem de espermatozóides e, portanto, o início da gravidez. Quando um homem é submetido a uma prostatectomia, que envolve a remoção da glândula, a concepção permanece possível, mas apenas com a ajuda da inseminação artificial, porque o homem desenvolve a ejaculação seca.

Quando um homem desenvolve inflamação aguda na próstata, ele precisa limitar a intimidade sexual e, com a AF, é necessário usar proteção por barreira para que a infecção não penetre no sistema reprodutor feminino. Se a prostatite é crônica, existe um alto risco de desenvolvimento de aderências nos canais seminais, como resultado do qual a concepção com prostatite se torna impossível. Para restaurar a reprodução masculina, será necessária cirurgia.

Como a prostatite afeta a infertilidade masculina e a reprodução feminina

Especialistas tranquilizam - com qualquer prostatite, você pode conceber uma criança. E a prática prova isso, porque muitos casais, mesmo com prostatite, conseguiram engravidar e ter um bebê. Mas também não há 100% de confiança de que a concepção acontecerá, mas que a gravidez terminará com sucesso com o parto - não, porque o processo inflamatório e sua terapia muitas vezes levam a consequências muito sérias e às vezes perigosas.

  • Concepção ectópica. Penetrando no corpo de uma mulher, microorganismos patogênicos causam o desenvolvimento de processos patológicos no sistema reprodutivo, o que pode provocar obstrução tubária. Como resultado, a célula fertilizada é fixada fora do corpo uterino.
  • A ameaça de interrupção. Todos os mesmos microorganismos patogênicos podem afetar o curso da gravidez, provocando lesões infecciosas intra-uterinas do feto e complicando a gestação, incluindo morte intra-uterina ou naufrágio do feto, além de aborto.

Tais complicações são causadas pelo efeito negativo da prostatite em um parceiro na saúde da mulher. Patógenos no processo de relações sexuais penetram na mucosa vaginal, afetando negativamente a microflora do trato genital. Como resultado, o segredo se torna ácido e começa a estagnar, engrossar. Isso leva a uma diminuição da atividade motora dos espermatozóides que entram na vagina.

A prostatite afeta a concepção de uma criança? Claro que sim. Além disso, a prostatite infecciosa nas mulheres provoca inflamações genito-urinárias, como uretrite, cistite, etc. No contexto de processos inflamatórios, as membranas mucosas que revestem os órgãos reprodutivos (trompas de falópio e útero) degeneram, começam as adesões que impedem o avanço das células para o útero.

Além disso, a prostatite do cônjuge pode levar ao desenvolvimento de toxicose grave em uma mulher durante a gestação, vaginite e lesões infecciosas intra-uterinas do feto. Além disso, isso também é possível com inflamação não infecciosa.

Os médicos dizem que, com a prostatite crônica ou sua forma aguda, a probabilidade de problemas com o início da concepção e complicações na gravidez pode ser significativamente minimizada por meio de um curso de terapia competente e de qualidade. E, para evitar surpresas desagradáveis, é melhor que ambos os cônjuges sejam submetidos a um exame abrangente antes da concepção.

Características do planejamento para prostatite

A terapia da inflamação prostática e o planejamento da concepção são condições necessárias para a concepção bem-sucedida de um bebê saudável. Embora a presença de prostatite também reduza as chances de gravidez, essa doença não é uma sentença definitiva. Nesse caso, o planejamento para um homem começa com um exame urológico. Se antes do planejamento o casal tivesse problemas como abortos espontâneos, concepções congeladas ou ectópicas, seria útil fazer do parceiro um espermograma. Esse estudo ajudará a determinar quanto um homem é capaz de conceber.

Além disso, um homem precisa passar por diagnósticos de ultrassom, um estudo da secreção prostática e análise hormonal. Após terapia antiprostática adequada, as chances de concepção são muito maiores. Após o tratamento, você deve discutir com seu médico a possibilidade de concepção. O período exato após o qual será possível iniciar tentativas de concepção depende da situação clínica do paciente. Normalmente, os urologistas são guiados pelos seguintes fatores:

  • É necessário que a terapia produza o efeito necessário. Na análise da uretra em um homem, não deve haver patógenos infecciosos, os glóbulos brancos são normais, dados estáveis ​​de espermograma.
  • É necessário aguardar algum tempo após o curso da antibioticoterapia, pois os medicamentos com esse efeito afetam adversamente a espermatogênese e a qualidade do líquido seminal.
  • Após o tratamento, o paciente deve esperar até que seu esperma seja atualizado. Normalmente, os espermatozóides defeituosos são eliminados por células assassinas especiais - espermatophages. Porém, no contexto da antibioticoterapia, os espermatozóides são danificados após o seu controle, então há uma chance de fertilizar uma célula feminina com espermatozóide defeituoso. Uma atualização completa da semente leva pelo menos 72 horas. É quanto você precisa esperar após o tratamento para evitar problemas.

Se a inflamação prostática é complicada pelo desenvolvimento de problemas eréteis, recomenda-se que os pacientes tomem Impazu, Spray M-16, Maca Peruana, etc.

O efeito da prostatite na fertilidade masculina

No caminho dos testículos para a ejeção da uretra, o esperma passa pela próstata e enriquecido com seu suco (compõe um terço do total de ejaculado). A capacidade de fertilização dos espermatozóides depende em grande parte de sua composição. A secreção prostática garante sua viabilidade fora dos testículos ao longo do caminho para o útero, criando um terreno fértil que protege contra o aumento da acidez da uretra e da vagina. O suco contém estimulantes biogênicos e enzimas, sem as quais as substâncias necessárias para os espermatozóides não se transformam na forma disponível para eles. Com a prostatite, a qualidade e a quantidade de secreção diminuem, o que afeta negativamente a capacidade de fertilização das células germinativas.

A próstata inflamada acumula toxinas - os resíduos de patógenos, que não apenas pioram a qualidade do suco prostático, mas também se espalham para outros órgãos. A prostatite crônica raramente ocorre isoladamente, causando inflamação das vesículas seminais, uretrite e cistite, orquite e epididimite. A inflamação prolongada da próstata, se não tratada, pode causar infertilidade tóxica excretora (ETF). Os principais sinais de ETB no fundo da prostatite:

  • Os espermatozóides tornam-se menos móveis, o número de patologicamente alterados e mortos aumenta,
  • A análise mostra um excesso de glóbulos brancos,
  • O volume total de esperma diminui, engrossa.
Indicadores visuais da qualidade do esperma

Em alguns casos, devido aos extensos processos inflamatórios provocados pela prostatite, a infertilidade obstrutiva se desenvolve - uma violação da perviedade das vias pelas quais o esperma se move. Isso ocorre devido à formação de aderências devido à substituição de tecido inflamado por tecido conjuntivo. O volume de sêmen secretado diminui, a pressão diminui quando é ejetado, ejaculação dolorosa é possível.

Prostatite congestiva Também é perigoso para a fertilidade masculina, além de infecciosa (o que é prostatite infecciosa). Um ambiente favorável é criado nos dutos da próstata para o desenvolvimento da microflora patogênica. O efeito no ferro de toxinas produzidas por bactérias:

  1. A acidez da secreção muda, diminui a quantidade de frutose, ácido cítrico e várias enzimas necessárias para os espermatozóides.
  2. O metabolismo da testosterona nos tecidos da glândula é perturbado.
  3. Anticorpos autoimunes são formados que destroem as células da próstata.
  4. A produção de hormônios gonadotrópicos, responsáveis ​​por estimular a espermatogênese, é reduzida.

Outro aspecto do impacto negativo da prostatite na concepção é uma diminuição da potência, vida sexual irregular.

Diferentes tipos de prostatite e gravidez: a opinião dos médicos

Os médicos diferem no grau de influência da prostatite na fertilização. Alguns acreditam que qualquer tipo de inflamação da próstata é a principal causa de infertilidade nos casais. Outros argumentam que, embora a prostatite crônica seja um fator negativo que é desejável eliminar, ela não reduz significativamente as chances de conceber um bebê. Apenas a forma infecciosa aguda é perigosa. Na infertilidade, a prostatite é geralmente uma doença concomitante que não deve ser concentrada..

Os proponentes da segunda abordagem recomendam que os homens tratem apenas prostatite bacteriana pronunciada e não percam tempo diagnosticando e tratando crônicos, especialmente sem recaídas: pode não haver melhora no espermograma, e o envenenamento por antibióticos é uma perspectiva muito realista. Após um curso de terapia, levará muito tempo para restaurar o corpo. Outro ponto negativo: se pelo menos uma bactéria sobreviver, na próxima vez que o tipo anterior de antibiótico não tiver força contra ela. No entanto, a prática contradiz essa abordagem: a prostatite crônica geralmente é assintomática e as exacerbações são visíveis apenas nos resultados dos testes ou são manifestadas por vaginose nas mulheres. Ao planejar a gravidez com este formulário também você precisa garantir a qualidade do espermograma.

Para resolver dúvidas sobre o efeito da prostatite na possibilidade de concepção, a consulta com vários especialistas ajudará. Como mostra a prática, nem todos os médicos objetivamente e com competência abordam a solução do problema.

Possíveis consequências da concepção com prostatite

Muitos casais conseguem conceber uma criança com prostatite, mas subseqüentemente surge outra questão: ter uma gravidez e a saúde do feto. Na inflamação infecciosa da próstata, patógenos e produtos de sua atividade vital penetram nos órgãos reprodutivos de uma mulher como parte do sêmen. Como resultado, aumenta o risco de desenvolver uma série de patologias, cujas consequências mais graves são uma gravidez ectópica congelada ou aborto.

Gravidez ectópica é perigosa para a saúde e a vida de uma mulher

Uma gravidez ectópica ocorre quando o ovo não consegue completar o caminho para o útero devido à obstrução dos tubos que levam a ele (tecidos inflamados formam aderências). Como resultado, o embrião começa a se desenvolver em um local inadequado (no tubo, ovário, peritônio), o que representa uma ameaça à vida da mulher.

Se o ovo fertilizado atinge o útero e se liga a ele, então o perigo ainda existe. As infecções que entram no sêmen com suco prostático podem provocar desenvolvimento inadequado do óvulo fetal, gravidez morta, aborto espontâneo (rejeição do útero do feto).

Algumas mulheres compartilham histórias em fóruns sobre a concepção “maravilhosa”, apesar de uma próstata inflamada e um espermograma ruim. De fato, há casos em que uma esposa consegue engravidar com um esperma praticamente não fértil do marido. No entanto, após 5-6 semanas obstétricas, essa gravidez geralmente é interrompida ou congela. Os médicos explicam isso com um grande número de glóbulos brancos na ejaculação - um sinal de inflamação, que não pode ser ignorado. Sob essas condições, o pus entra no útero com esperma, o que provoca aborto.

Planejamento da concepção de prostatite

O diagnóstico de prostatite não é semelhante à infertilidade. Tudo depende da qualidade do espermograma.. Se leucócitos, agentes infecciosos estão presentes no ejaculado, os parâmetros bioquímicos são fortemente desviados da norma, é necessário um curso de tratamento. Você não pode ter relações sexuais desprotegidas durante uma exacerbação da prostatite para evitar a infecção de uma mulher.

Se a prostatite é infecciosa, as recidivas são frequentes e é necessária uma terapia complexa grave. Após o tratamento, aguarde aproximadamente 3 meses e somente depois que o esperma tiver sido completamente renovado, tente conceber. Esse período se deve ao fato de que antibioticoterapia, anti-inflamatórios hormonais e não esteróides levam à morte de espermatozóides e à violação de sua morfologia. Este último indicador permanece muito abaixo do normal por mais um mês após o final do curso da terapia com prostatite. No final do terceiro mês, o espermograma geralmente melhora significativamente.

Mesmo que a inflamação da próstata não tenha sido pronunciada e rapidamente interrompida, as tentativas de conceber devem ser feitas pelo menos 21 dias depois. Este é o tempo mínimo para a retirada de produtos de decomposição de antibióticos e outros medicamentos.

O período médio de recuperação recomendado pelos andrologistas é de 2 meses. Após o mesmo tempo, faz sentido retomar o espermograma. Melhorar seu desempenho e acelerar o processo de maturação de novas células espermáticas das seguintes maneiras:

  • Correção da dieta: exclusão de alimentos fritos, salgados, defumados e gordurosos,
  • Abandonando maus hábitos,
  • Introdução à dieta de sementes de abóbora, o uso de uma decocção de salsa, aipo fresco, vitaminas e aditivos: ácido fólico, vitamina C, E, L-carnitina, L-arginina. Existem medicamentos balanceados especiais, como Spermaplant, Speman,
  • Atividade física regular.

Alguns andrologistas acreditam que quase todos os homens após 35 anos têm prostatite crônica de gravidade variável. No entanto, esse não é um motivo para abandonar a concepção de criança. Para planejar a gravidez, basta atender a várias condições:

  • Falta de inflamação (exacerbação), contagem normal de glóbulos brancos no sêmen,
  • Viscosidade normal do fluido seminal
  • Um número suficiente de esperma vivo e ativo.

Todos os indicadores acima podem ser normais com prostatite crônica em remissão e na ausência de infecções genitais. Sob essas condições, em 65-70% da gravidez ocorre e termina com uma resolução bem-sucedida. Atingir parâmetros espermáticos ideais para a concepção nem sempre faz sentido, mas desvios explícitos não podem ser ignorados.

Inflamação e concepção crônicas

Antes de decidir ter filhos, os cônjuges devem entender todo o risco de tal evento, porque as bactérias penetram no corpo feminino e causam patologias congênitas, aumentam os riscos de uma ectopia, interrupção ou congelamento do feto. Prostatite crônica e concepção são completamente compatíveis, somente você deve primeiro fazer um curso de terapia.

Na forma crônica de inflamação prostática, se o espermograma for bom, as chances de gravidez são de 65 a 70%. A concepção, em uma forma crônica da doença, ameaça seriamente a saúde do feto e da própria mãe e, mesmo após a terapia, permanecem os riscos de desenvolver consequências perigosas.

Prostatite bacteriana

Prostatite bacteriana crônica torna a concepção quase impossível. Com esta doença, os casais costumam tentar ter um bebê, mas suas tentativas não são bem-sucedidas. Mesmo o tratamento adequado reduz significativamente as chances de gravidez, o que está associado aos efeitos negativos dos agentes bacterianos.

Se a inflamação bacteriana da próstata for aguda, há muitas chances de recuperação, portanto, a gravidez após a terapia apropriada ocorre, via de regra, sem problemas.

Gravidez após o tratamento

Após um tratamento bem formulado para a prostatite, o homem não apenas melhora a contagem de espermatozóides, mas também aumenta a potência. Segundo as mulheres, muitas engravidam com sucesso 1-2 meses após o final do período de recuperação.

Se a concepção ocorreu com valores normais do espermograma, não deve haver anormalidades no desenvolvimento do feto e problemas com a saúde das crianças no futuro (se, além da prostatite, um homem ou uma mulher não tiver outras doenças).

Mesmo que o espermograma da prostatite mostre 0% do esperma ativo, existe uma chance de concepção, mas é necessária paciência. O curso do tratamento complexo levará cerca de 2,5 meses, mas, como resultado, o indicador geralmente aumenta para pelo menos 20%, o que aumenta significativamente as chances de casais inférteis. Algumas mulheres engravidam no próximo ciclo imediatamente após a permissão do médico. Em casos extremos, essa quantidade de esperma será suficiente para fertilização in vitro (inseminação artificial).

Conclusão

A presença de prostatite ainda não indica infertilidade masculina. Tudo depende da natureza do curso da doença, de suas causas e do grau de preservação dos órgãos do sistema reprodutivo. Se um casal não pode conceber um filho por muito tempo, a primeira coisa que um homem deve fazer é passar no espermograma. Se houver desvios, o médico descobrirá a causa e prescreverá o tratamento. A principal condição para o sucesso da concepção com prostatite de qualquer origem é a paciência e determinação de um homem. Ele deve estar pronto por muito tempo para tomar drogas e passar por procedimentos desagradáveis.

Inflamação aguda da próstata

Lesões agudas na glândula afetam negativamente o trabalho de todo o sistema geniturinário. A patologia é acompanhada de manifestações sintomáticas vívidas, portanto, é quase impossível perdê-la. Durante o desenvolvimento do processo inflamatório, os processos espermatogênicos são interrompidos, a qualidade do fluido seminal se deteriora. Massas purulentas aparecem na composição do fluido seminal, devido às quais a probabilidade de fertilização cai para 15%.

Alguns patógenos que causam prostatite podem ter um efeito auto-imune, causando o desenvolvimento de infertilidade masculina irreversível. A inflamação prostática aguda não infecciosa provoca congestão pélvica baixa e falta de suprimento sanguíneo, o que posteriormente leva à disfunção da glândula.

Efeito na potência

A prostatite é um processo inflamatório na próstata, que pode afetar outros órgãos do sistema geniturinário e afetar o estado geral do corpo do homem.

Aloque vários de formas prostatite. Eles diferem nos sintomas e causas que causaram o início do foco da inflamação. Independentemente da forma ou estágio, a prostatite requer uma visita urologista e tratamento obrigatório.

A prostatite crônica pode ser causado por:

  • não tratado com uma forma aguda da doença,
  • estresse e excesso de trabalho
  • estilo de vida sedentário
  • problemas frequentes de fezes
  • estilo de vida errado (comer junk food, fumar, sexo promíscuo),
  • doenças sexualmente transmissíveis e infecções latentes,
  • hipotermia.

Você pode suspeitar de um processo inflamatório na próstata de acordo com o seguinte sintomas:

  • sensações desagradáveis ​​durante a micção (dor, queimação),
  • dor na parte inferior do abdômen, virilha e parte inferior das costas,
  • colapso constante, depressão, fraqueza.

De tempos em tempos, a forma crônica pode se lembrar exacerbando os sintomas e piorando a condição, principalmente no contexto de uma diminuição da imunidade.

A prostatite crônica afeta diretamente tanto a potência do homem quanto a função reprodutiva.

Em primeiro lugar, a libido pode diminuir devido a sensações desagradáveis ​​e dolorosas durante a relação sexual. Em segundo lugar, as alterações ocorrem no nível celular, o que afeta a qualidade do esperma e reduz o número de espermatozóides ativos.

Nesse sentido, as chances de ter um bebê saudável são reduzidas. A prostatite crônica pode trazer à ocorrência de adenoma de próstata, câncer de próstata e em 40% dos casos causam infertilidade masculina.

Quais são as chances de ter um bebê?

É possível conceber uma criança com prostatite crônica? A prostatite crônica nem sempre causa problemas de concepção. Muitos homens com esta doença têm bebês saudáveis. Mas com um processo em execução e uma diminuição no número de espermatozóides ativos as probabilidades tornar-se pai estão diminuindo. Especialmente perigosos são os períodos de exacerbação, quando os espermatozóides defeituosos se tornam várias vezes maiores.

Mas os urologistas de forma alguma proíbem pacientes com prostatite crônica de terem filhos. Alguns médicos são de opinião que, na ausência de sintomas e queixas, esta doença não representa uma ameaça e não requer tratamento se a gravidez ocorrer dentro de um ano de atividade sexual ativa. Embora nem todos os especialistas concordem com essa opinião.

Como isso afeta o feto?

O foco da inflamação na próstata leva à secreção tóxico produtos que prejudicam a qualidade espermática e a resistência espermática. Mesmo que a fertilização tenha ocorrido, há uma chance de uma gravidez "ruim". Mulheres concebidas de homens com prostatite costumam ter gravidezes ectópicas, existem ameaças de aborto espontâneo, toxicose grave, vaginite.

Durante a relação sexual, bactérias patogênicas que alteram o estado da microflora entram na vagina do parceiro.

Se os cônjuges vivem juntos por um longo tempo e não estão protegidos, geralmente para uma mulher não há nada com que se preocupar. Mas durante a gravidez, existem certos riscos para o feto.

Bactérias provocar alterações no nível celular nos tecidos do útero e das trompas de falópio, e as aderências formadas devido a isso interferem no avanço do óvulo, daí o risco de uma gravidez ectópica.

Se a fertilização ocorreu com um espermatozóide cheio, o óvulo fetal se fixou na parede uterina, mesmo neste caso não se pode ter certeza absoluta de um resultado bem-sucedido da gravidez. Existe o risco de infecção fetal do embrião com infecções que vivem na microflora do corpo feminino ou são transmitidas com espermatozóides durante o sexo.

No primeiro trimestre, isso pode levar a patologiasincompatível com a vida e causar aborto ou gravidez perdida. Além disso, o feto pode ser infectado durante o parto, o que levará à ocorrência de processos inflamatórios no corpo do bebê.

Mas na maioria das vezes com prostatite crônica, o casal está preocupado com a probabilidade de concepção. O início de uma gravidez aguardada é dificultado pela baixa motilidade e atividade dos espermatozóides, cicatrização dos vasos deferentes. Quanto mais negligenciado o processo, maior o risco de infertilidade masculina.

Como planejar uma gravidez e fazer um exame?

Se um casal é responsável e sério ao conceber um filho, então exame Ao planejar uma gravidez, uma mulher e um homem passam.

Apesar de a prostatite crônica ser uma doença puramente masculina à qual as mulheres não são suscetíveis, ainda existe o risco de um processo inflamatório em um parceiro devido à penetração de micróbios patogênicos na vagina.

Urologista faz um diagnóstico preciso e descobre as causas do desenvolvimento do processo inflamatório e depois indica o tratamentogeralmente incluindo:

  • antibióticos fortes e medicamentos anti-inflamatórios (comprimidos, injeções ou supositórios),
  • fisioterapia (massagem da próstata, etc.),
  • mudanças no estilo de vida e formação de hábitos saudáveis ​​(dieta, exercício físico regular, evitando estresse excessivo no sistema nervoso, etc.).

Leva tempo para tratar a prostatite crônica. A duração da terapia é determinada pelo médico com base na negligência do processo. Em alguns casos, vários cursos de tratamento são realizados.

Depois de tomar o medicamento, o paciente passa repetido exame, incluindo espermograma. Com base nos resultados das análises, a qualidade e a quantidade de esperma ativo são avaliadas. Se tudo estiver bem, então não há absolutamente contra-indicações à concepção.

O processo inflamatório na próstata não deve ser iniciado, mesmo que os sintomas da doença sejam leves ou completamente ausentes, e o homem pareça estar completamente saudável. Quanto mais cedo for detectada a prostatite, mais fácil é tratar e menos inconveniente para os dois parceiros.

Perigo de doença

Antes de determinar como a prostatite afeta a concepção de uma criança, você precisa descobrir o que essa doença é insidiosa. Como mencionado acima, a inflamação da próstata pode levar a muitos problemas de saúde graves. Isto é devido ao fato de que este órgão é muito importante no trabalho do corpo humano. Apesar do fato de a doença ser masculina, também pode ameaçar as mulheres.

A próstata é responsável pelas seguintes funções:

  • produz ejaculação
  • participa no intercâmbio de determinadas substâncias,
  • regula a circulação sanguínea dos órgãos internos da área pélvica.

Como resultado de alguns fatores externos desfavoráveis ​​ou de várias infecções na glândula, começam processos patogênicos que interrompem seu funcionamento normal. A partir daqui, o efeito direto da prostatite na concepção de uma criança é criado. À medida que a doença progride, microorganismos nocivos penetram ainda mais no sistema genito-urinário, afetando os tecidos moles dos testículos, uréia e uretra, resultando em cicatrizes, o que dificulta a remoção de resíduos e a movimentação de espermatozóides ao longo da uretra. Assim, as chances de o homem se tornar pai são bastante reduzidas.

Na ausência de tratamento, a circulação sanguínea de outros órgãos internos é perturbada e processos estagnados se desenvolvem, dos quais, por sua vez, todo o organismo sofre. Como a prostatite afeta a concepção? Mesmo se a potência persistir, a microflora patogênica leva a uma alteração na composição química do esperma. Ele contém bactérias; portanto, se uma mulher conseguir engravidar, o feto pode não se desenvolver adequadamente e o bebê nascerá com alguma anormalidade. Há também um grande risco de aborto espontâneo ou localização ectópica de um óvulo fertilizado.

Respondemos à pergunta sobre se a prostatite afeta a concepção de uma criança, mas como isso pode ser perigoso para uma mulher? Se o parceiro sexual sofre dessa doença, a microflora patogênica penetra no corpo da garota, como resultado de que bactérias e toxinas infectam os tecidos moles da vagina. Neste contexto, muitas patologias se desenvolvem com frequência, entre as quais as mais perigosas são a inflamação da glândula de Bartholin, endometrite, salpingooforite e obstrução das trompas de falópio.

Se a prostatite em um homem adquire uma forma crônica, nesse caso a probabilidade de uma recuperação bem-sucedida é bastante reduzida e conseqüências perigosas também podem se desenvolver. Nesse caso, uma formação benigna pode se transformar em um tumor maligno. Nesse caso, a terapia medicamentosa é inútil e requer intervenção cirúrgica.

Patologia e capacidade reprodutiva masculina

Vamos nos debruçar sobre isso com mais detalhes. A prostatite afeta a concepção? Isso já foi dito acima. A doença leva ao fato de que marido e mulher por muito tempo não podem ter um filho. Parece que as tentativas de conceber são feitas de acordo com todas as recomendações de especialistas, mas não há resultado. Segundo os médicos, mesmo que um homem não tenha disfunção erétil, a fertilização pode não ocorrer, uma vez que os espermatozóides infectados simplesmente morrem antes de atingirem o óvulo.

Pode haver muitas razões para concepções malsucedidas, mas todas elas estão diretamente relacionadas à inflamação da próstata. A doença se desenvolve lentamente e muitas vezes pode ocorrer sem sintomas pronunciados e intensos. No entanto, desde o início de sua aparência, ocorrem danos aos tecidos moles e musculares, levando a alterações estruturais. Além disso, as infecções levam ao desenvolvimento de outras patologias que pioram o bem-estar de uma pessoa e complicam significativamente o tratamento.

A prostatite e a concepção também estão inter-relacionadas, também porque os medicamentos são usados ​​para tratar a doença, alguns dos quais têm um efeito negativo no ciclo de vida dos espermatozóides. Para minimizar a probabilidade de complicações e aumentar as chances de uma gravidez bem sucedida, o tratamento deve ser oportuno e eficaz. É importante entender que, mesmo que a próstata do homem seja parcial ou completamente removida, a possibilidade de conceber um bebê permanece.

Os efeitos da prostatite na fertilidade masculina

Patologia tem um efeito adverso na fertilidade masculina

Antes de descobrir se é possível engravidar com prostatite lenta em seu marido, você precisa descobrir se a prostatite afeta a possibilidade de conceber um bebê e como esse efeito é manifestado.

O impacto negativo da doença na fertilidade masculina se manifesta da seguinte forma:

  • motilidade espermática diminuída,
  • deterioração da qualidade da secreção da próstata,
  • disfunção erétil,
  • efeitos colaterais dos medicamentos.

Mesmo que o homem não tenha sido afetado por um problema de ereção, os dois pontos anteriores permanecem.

O papel da secreção prostática na concepção

Para entender se um homem pode conceber uma criança com prostatite, você deve entender as funções da próstata. Este corpo libera um segredo importante que se mistura com o fluido seminal durante a ejaculação. A secreção da próstata não contém espermatozóides, mas desempenha a função mais importante no processo de concepção - garante a viabilidade do esperma após a ejaculação. Em outras palavras, se não houver segredo da próstata, os espermatozóides são privados do ambiente de movimento, o que significa que eles morrem muito mais rapidamente.

Outra nuance importante é uma alteração na acidez da vagina feminina, que é fornecida precisamente pelo suco da próstata. O fato é que a acidez vaginal normal é baixa. Nesse ambiente, os espermatozóides não sobrevivem. Além disso, a baixa acidez não permite que eles se movam em direção ao óvulo. O segredo da próstata misturado com o ejaculado aumenta significativamente a acidez da vagina feminina, permitindo que o esperma atinja o alvo e realize a concepção.

Prostatite e saúde reprodutiva

Além disso, é importante entender como a perturbação da próstata afeta as funções de todos os órgãos genitais. Na prostatite crônica, o fluxo sanguíneo e linfático dos órgãos pélvicos é perturbado, o que significa que todos os sistemas funcionam mal. A estagnação dos órgãos pélvicos no contexto da prostatite afeta negativamente a qualidade do líquido seminal. Os espermatozóides se tornam menos móveis, diminuindo seu número no volume ejaculado, o que complica o processo de concepção.

Prostatite e capacidade reprodutiva feminina

Como a prostatite afeta a concepção no caso dos homens, examinamos, mas existe uma relação entre a próstata e a capacidade de se reproduzir na bela metade da humanidade? A resposta é bastante óbvia. Como já mencionado, os microorganismos patogênicos que vivem na bexiga e na uretra podem penetrar na vagina e levar ao desenvolvimento de muitas patologias graves. O pior de tudo é que, mesmo após terapia complexa, a probabilidade de engravidar é significativamente reduzida. Isso se deve não apenas à prostatite no cônjuge, mas também ao efeito negativo de certos medicamentos no corpo feminino.

A mais perigosa é uma gravidez ectópica, que muitas vezes leva a uma interrupção no desenvolvimento do feto ou aborto. Mas mesmo que uma mulher consiga normalmente levar o bebê até o nascimento, não há garantia de que ele nascerá saudável. Além disso, distúrbios da microflora vaginal podem desenvolver doenças como cistite, inflamação da uretra, intoxicação grave, vaginite e outros.

Na ausência de tratamento oportuno, um homem desenvolve prostatite crônica. A influência na concepção, neste caso, é maior, pois com a progressão da doença no parceiro, a mulher pode ser infectada por uma infecção bacteriana, o que levará a alterações nos tecidos moles e outras consequências negativas.

O efeito da terapia medicamentosa na fertilidade

Um efeito colateral de alguns medicamentos para tratar a prostatite é uma diminuição da fertilidade.

Você também deve prestar atenção aos medicamentos tomados por um homem para o tratamento de doenças inflamatórias. Alguns efeitos colaterais dos medicamentos para prostatite tornam impossível engravidar. Este é um fenômeno temporário, a fertilidade volta ao normal após o término da medicação.

Como regra, os avisos sobre a toxicidade reprodutiva de certos medicamentos estão sempre contidos nas instruções de uso. Além disso, os médicos geralmente alertam que, ao tomar certos medicamentos, é necessário usar métodos contraceptivos confiáveis.

No tratamento da prostatite, os bloqueadores alfa são frequentemente usados. Tais drogas normalizam o processo de micção, mas podem levar à ejaculação retrógrada. Este é um efeito colateral temporário, e geralmente não perigoso, que se manifesta pela injeção de esperma na bexiga durante a ejaculação. Por si só, essa violação não é perigosa e passa após algum tempo, mas é impossível conceber uma criança com ejaculação retrógrada.

Em geral, se um homem pode ter filhos com prostatite crônica dependerá do grau de alterações no sistema reprodutivo, que está diretamente relacionado às características do curso da doença no paciente.

Existe um risco para uma mulher?

Tendo entendido que prostatite e gravidez estão realmente relacionadas, você deve pensar na saúde do parceiro. Apesar do fato de que com a prostatite é bem possível ter filhos, é importante abordar corretamente as questões da concepção.

O risco para uma mulher é apenas prostatite infecciosa ou bacteriana em homens, tanto agudos quanto crônicos. O fato é que na secreção da próstata com inflamação infecciosa existem agentes patogênicos. Esses microorganismos penetram na vagina da mulher durante a ejaculação e podem causar processos inflamatórios.

Efeitos prováveis ​​na saúde das mulheres:

O líquido seminal infectado viola a microflora vaginal, que é repleta de desenvolvimento de várias doenças.

Se a mulher já estiver grávida, a relação sexual desprotegida com um homem com prostatite infecciosa é igualmente perigosa para o feto. Isso pode levar à infecção intra-uterina do feto, formação de aderências, parto prematuro.

A prostatite não infecciosa não é perigosa para uma mulher, mas a relação sexual desprotegida nesse caso pode causar uma infecção secundária do próprio homem. O fato é que a vagina feminina é não estéril, possui sua própria microflora. Com a prostatite em um homem, a imunidade local diminui; portanto, qualquer bactéria oportunista que habita a vagina feminina pode ser percebida pelo corpo masculino como elementos estranhos. Em resposta a isso, vários processos inflamatórios se desenvolvem nos órgãos do sistema geniturinário. Portanto, devido a uma diminuição da imunidade, mesmo uma microflora vaginal saudável pode ser perigosa para o corpo masculino.

A importância do tratamento

Se você seguir rigorosamente todas as prescrições do médico, o efeito da prostatite na concepção será minimizado e você poderá ter um filho há muito esperado.

Assim, examinamos em detalhes se a prostatite afeta a concepção de uma criança. Como evitar uma doença desagradável? Antes de tudo, vale a pena notar que um homem precisa excluir sexo desprotegido. Em seguida, você precisa ir ao hospital, passar por um exame completo e um curso de tratamento. Para excluir a penetração de bactérias na vagina de uma mulher, você deve fazer um curso completo de terapia e, durante o tratamento, é melhor evitar relações sexuais ou proteger-se cuidadosamente com preservativos. Essa é a única maneira de eliminar a probabilidade de desenvolver complicações e subsequentemente conceber uma criança saudável.

Gravidez grave e inflamação da próstata

Então, o que você precisa saber sobre isso? A prostatite e concepção crônicas são um problema muito sério, pois são acompanhadas por sintomas pronunciados, danos extensos aos órgãos internos e recaídas constantes. Segundo os médicos, é muito perigoso ter filhos neste caso, portanto, você deve pensar no herdeiro somente depois de passar o curso completo do tratamento. Como no caso da forma usual de patologia, a concepção permanece possível, mas as tentativas devem ser feitas somente após o tratamento e a reabilitação.

Como mostram as estatísticas médicas, se a inflamação não afeta mais de 60 a 70% dos tecidos moles da próstata, as chances de ter um bebê são bastante altas. Mas, ao mesmo tempo, é necessário levar em conta o fato de que, mesmo depois que o homem se recuperou completamente, permanece a ameaça de que seu esperma possa afetar adversamente a concepção, o que levará a aborto espontâneo, desenvolvimento fetal e gravidez ectópica. Portanto, o planejamento deve ser realizado sob rigorosa supervisão médica.

Os principais métodos de terapia

Como observado anteriormente, a prostatite e a concepção são muito perigosas, uma vez que traz riscos altos à saúde e à vida não apenas do feto, mas também da futura mãe. Portanto, antes de planejar a gravidez, você precisa se submeter a um tratamento. O que será, só pode ser dito por um especialista em perfil, com base no quadro clínico do paciente e na gravidade da doença. No entanto, na maioria dos casos, leva de 1 a 3 meses para se recuperar totalmente.

O programa de tratamento inclui o seguinte:

  • tomar antibióticos, antibacterianos e analgésicos,
  • exercícios físicos
  • eletroterapia
  • nutrição adequada.

Além disso, os pacientes são aconselhados a abandonar os maus hábitos e a minimizar o uso de alimentos muito oleosos e picantes.

Causas da prostatite

As causas da prostatite são divididas em dois grupos - infecciosos e não infecciosos.

Infecção infecciosa - durante a relação sexual, operações nos órgãos pélvicos, inflamação crônica, vírus, bactérias e fungos penetram no corpo.

Uma forma não infecciosa de patologia ocorre devido a um estilo de vida sedentário, hipotermia, consumo de álcool, atividade sexual insuficiente ou excessiva, etc.

A diminuição da imunidade é frequentemente uma das causas da doença.

Existem quatro tipos de prostatite:

  • Bacteriano agudo - uma doença infecciosa, cujos sintomas se manifestam muito rapidamente e claramente. É acompanhado, por via de regra, por sensações dolorosas no períneo, aumento da temperatura, dificuldade em diurese.
  • Bacteriano crônico - uma forma na qual a prostatite bacteriana aguda pode passar sem tratamento adequado.
  • Crônica, que costumava ser chamada de bacteriana, é a forma mais comum. Pode passar com inflamação e sem inflamação. Qualquer uma das causas da etiologia não infecciosa pode provocá-la.
  • Crônico assintomático (assintomático) - caracterizado pela ausência de sintomas, pode ser detectado durante um exame médico da próstata.

Sintomas da prostatite: como determinar em um estágio inicial?

Diagnosticar a doença é muito difícil. Os primeiros sinais de prostatite podem ocorrer de diferentes maneiras ou estar ausentes por completo.

Entre os primeiros sintomas de prostatite aguda nos homens, estão a dor no períneo (agravada pela micção, ejaculação e defecação), micção frequente, sangue no esperma ou na urina, febre rápida, febre, dor nas costas, sinais de intoxicação.

Na forma aguda da doença, é necessária hospitalização imediata.

Disfunção erétil, problemas com a ejaculação, diminuição da libido são sinais comuns de uma forma bacteriana crônica de inflamação da próstata. A doença ainda afeta o estado psicológico - aumenta a ansiedade, a depressão.

Os sinais de prostatite crônica são mal expressos, intensificam-se apenas durante uma exacerbação. É uma patologia crônica que ocorre com mais frequência e suas consequências são severas para o corpo masculino.

Importante: se ocorrer algum dos sinais da doença, a automedicação não pode ser iniciada, você deve consultar imediatamente um médico!

Por que a prostatite causa problemas de concepção?

A prostatite crônica afeta a concepção de uma criança?

A prostatite, independentemente da causa, é especialmente perigosa no planejamento da concepção.

Os focos de inflamação que ocorrem na próstata podem afetar a quantidade e a qualidade dos espermatozóides. A temperatura elevada diminui a motilidade e viabilidade do esperma. Além disso, com processos inflamatórios de qualquer natureza, a quantidade de radicais livres aumenta no foco da inflamação. E eles, por sua vez, afetam seriamente o esperma, em particular, danificam o material genético (esse indicador é caracterizado pelo grau de fragmentação do DNA do esperma). Além disso, com a prostatite, o esperma se torna menor, sua viscosidade aumenta e, no caso da natureza bacteriana da doença, o esperma contém toxinas.

Mas a prostatite afeta não apenas o corpo masculino. Agentes infecciosos e toxinas durante a relação sexual podem entrar no corpo de uma mulher, alterar o ambiente da mucosa vaginal (o que reduz a possibilidade de fertilização várias vezes). As bactérias que causaram a prostatite podem provocar doenças em uma mulher: Bartolinite, anexite, endometrite. Mesmo que o bebê seja concebido, o risco de aborto espontâneo e uma gravidez congelada permanece alto.

De forma crônica, a concepção de uma criança também está repleta de certas dificuldades. Além da disfunção erétil, diminuição da qualidade espermática e possível infertilidade, um homem se depara com distúrbios psicológicos - depressão, aumento da ansiedade. Tudo isso afeta negativamente a probabilidade de gravidez e o nascimento de um bebê saudável.

É possível conceber uma criança com próstata?

Com prostatite, você pode conceber um bebê saudável. Mas, primeiramente, deve-se ter em mente que esta doença (especialmente na forma aguda) complica o sexo. Em segundo lugar, devido a danos no esperma e devido à possível infecção de uma mulher, o risco de aborto espontâneo, uma morte ou uma gravidez ectópica aumenta acentuadamente. Portanto, ao planejar uma gravidez, é aconselhável que um homem faça um exame, incluindo a próstata e, se necessário, inicie o tratamento. Mas mesmo que a gravidez não seja planejada, a prevenção e o exame da próstata são a decisão certa para os homens que se preocupam com a saúde e desejam levar um estilo de vida ativo por muitos anos.

Correção da inflamação da próstata

A terapia é prescrita apenas por um médico. Além de medicamentos, massagem, termoterapia pode ser prescrita. Em alguns casos, apenas a cirurgia pode ajudar. Para pacientes com problemas psicológicos, é necessária uma consulta com um psicólogo.

Os mais comumente usados ​​no tratamento conservador são agentes antibacterianos, bloqueadores alfa, relaxantes musculares, anti-inflamatórios não esteróides (AINEs). A terapia hormonal raramente é prescrita. Recentemente, antioxidantes foram incluídos no tratamento da prostatite em homens em idade fértil. A necessidade de "porções" adicionais de antioxidantes está associada, por um lado, a um aumento no nível de radicais livres nos processos inflamatórios e, por outro lado, a uma supressão da função antioxidante geral dos espermatozóides durante a inflamação da próstata e, consequentemente, a uma diminuição na proteção dos espermatozóides dos efeitos prejudiciais dos radicais livres.

Um complexo eficaz de antioxidantes é Synergin. Contém altas doses de coenzima Q10, vitaminas C e E, quadro beta, rutina e licopeno. Além do efeito antioxidante geral, os componentes do Sinergin afetam positivamente o estado do sistema reprodutor masculino. Beta-caroteno, vitaminas C e E reduzem a inflamação, protegem as células da próstata dos radicais livres. Rutina, vitaminas C e E contribuem para a melhoria da microcirculação nos tecidos da próstata, a eliminação de processos estagnados.A vitamina E também tem efeitos anti-inflamatórios. O licopeno retarda o desenvolvimento de hiperplasia prostática benigna.

Como um homem de qualquer idade pode adoecer com prostatite, a prevenção e exames regulares são uma parte essencial dos cuidados com a saúde dos homens.

A inflamação da próstata é impossível sem uma diminuição da imunidade do corpo. Reforçar a imunidade ajudará o curso de tomar antioxidantes. Atividade física, higiene pessoal, quantidade adequada de atividade sexual, falta de hipotermia, manutenção da imunidade com vitaminas e antioxidantes e visita obrigatória ao médico por qualquer sintoma alarmante - tudo isso ajudará a prevenir ou perceber os primeiros sinais da doença a tempo.

A prostatite é um problema perigoso que todo homem tem medo de encontrar. Portanto, vale a pena prestar atenção à sua prevenção.

NÃO É PUBLICIDADE. MATERIAL PREPARADO COM PARTICIPAÇÃO DE PERITOS.

Outros artigos relacionados

Infecção infecciosa - durante a relação sexual, operações nos órgãos pélvicos, inflamação crônica, vírus, bactérias e fungos penetram no corpo. "data-image =" https://plan-baby.ru/storage/app/uploads/public/5be/bed/301/thumb_373_1400_0_0_0_crop.jpg "data-title =" Próstata e concepção: a prostatite afeta a concepção de uma criança " >

Russia, 123317, Moscou, ul. Presnenskaya Naberezhnaya, 8, bld. 1, IFC “Cidade das Capitais”

Se há muito tempo uma família tenta ter filhos, mas eles fracassam, a questão da infertilidade se torna relevante.

Além disso, esse problema pode ocorrer tanto em mulheres quanto em homens.

Muitas vezes, com esse problema homens enfrentados que sofrem de prostatite, uma vez que esta doença afeta um importante órgão masculino.

Hoje, a prostatite afeta não apenas homens com 40 anos, mas também 30, e isso torna os problemas de infertilidade bastante graves.

Tipos de prostatite

A prostatite é uma doença que afeta a próstata.

Esse corpo desempenha várias funções importantes:

  • controle de descarga
  • controle da viscosidade ejaculada,
  • aumento da atividade espermática,
  • controle ácido-base de esperma.

Portanto, a prostatite é uma doença perigosa devido ao fato de afetar as funções sexuais dos homens.

A prostatite tem 4 formas diferentes, cada uma das quais, à sua maneira, afeta a capacidade de um homem conceber:

A forma não bacteriana da prostatite também é dividida em vários tipos:

A prostatite bacteriana é causada pela entrada de microrganismos na glândula. Isso acontece com a ajuda do sistema geniturinário ou do fluxo sanguíneo. A prostatite não bacteriana ocorre devido a um estilo de vida inadequado e a patologias do sistema urinário, nas quais há danos diretos na glândula.

A forma crônica afeta a função reprodutiva do homem de maneira mais negativa, uma vez que é assintomática e o casal, sem saber dos problemas de saúde, tenta ter um bebê sem sucesso.

Isso acontece porque a qualidade do esperma na prostatite crônica é significativamente pior que o normal. A infecção que causou a prostatite pode afetar o corpo da mulher, transmitida por meio de relações sexuais. Nesse caso, o corpo da mulher também é afetado pelo sistema reprodutivo.

Uma mulher não só será incapaz de engravidar, mas um feto já formado pode estar em perigo.

A inflamação da próstata não é uma sentença, porque a doença é tratada com sucesso. Mesmo com uma forma crônica da doença, a concepção é possível, mas as chances de ela ter um bebê completamente saudável são um pouco menores. Mas a abordagem correta do problema e o cumprimento de todas as recomendações médicas permitem que o casal se torne pai.

Como a prostatite afeta o sistema reprodutivo?

A prostatite é uma doença bastante grave que afeta a área genital. Cerca de 50% dos homens com mais de 50 anos experimentaram esta doença.

Nesse caso, a doença afeta as habilidades reprodutivas dos homens, o que pode privar um homem da prole.

A prostatite afeta o sistema reprodutivo pelo fato de afetar a próstata - a glândula, que produz um segredo especial, responsável pela atividade e viabilidade dos espermatozóides. Com a inflamação da glândula, a qualidade do esperma deteriora-se e a concepção pode ocorrer com dificuldade ou não.

A inflamação da próstata leva a:

  • edema peniano,
  • distúrbios circulatórios nos órgãos genitais,
  • a incapacidade de ter sexo completo,
  • distúrbios no trabalho do órgão no nível celular,
  • distúrbios da micção
  • problemas com órgãos urogenitais,
  • dor
  • desejo sexual diminuído,
  • redução na duração da relação sexual,
  • mudança na composição espermática,
  • problemas com a fertilização do ovo.

A prostatite tem um efeito negativo no processo de concepção, mas isso não significa que um homem não será capaz de se tornar pai.

A infertilidade pode se desenvolver e uma criança pode ser concebida com prostatite?

Muitos homens que sofrem de prostatite têm dificuldade em conceber, uma vez que a inflamação da glândula é prolongada..

Nesse caso, a doença prossegue de tal maneira que o tecido glandular do órgão pode ser substituído pelo conectivo, e isso reduz a função sexual de uma pessoa.

Nesse caso, a probabilidade de gravidez em um casal em que um homem sofre de prostatite é maior, mas as chances são maiores com um estágio menos avançado da doença.

Nesse caso, a doença afeta:

  • atividade espermática
  • a capacidade do espermatozóide penetrar no óvulo,
  • volume de esperma patológico.

Pelas razões acima, se a concepção puder ocorrer, mas com dificuldade. Portanto, é necessário realizar o tratamento correto e a prevenção da recidiva da doença.

Outras consequências da doença

A infertilidade não é o único problema em homens que sofrem de prostatite. Dependendo do tipo de doença, as consequências podem ser diferentes.

Na prostatite aguda, as doenças concomitantes são:

Com prostatite crônica, que se desenvolve por um longo período de tempo, doenças como:

Além disso, em um homem com esses problemas, a qualidade de vida muda, o caráter muda, o que afeta os relacionamentos familiares e a esfera pessoal em geral.

Vídeo: "Os efeitos da prostatite"

Tratamento e prevenção da infertilidade com prostatite

O tratamento da prostatite com infertilidade deve começar imediatamente no diagnóstico da doença. É importante notar que uma mulher precisa ser submetida a um exame ao diagnosticar esse problema em um homem, pois a inflamação também pode ser transmitida a ela. Também é importante visitar um médico se a criança foi concebida naturalmente.

O tratamento da prostatite envolve antibioticoterapia para uma doença infecciosa.

No entanto, o médico deve levar em consideração as características individuais do curso da doença, consistindo na avaliação da imunidade do paciente, bem como na presença de agentes infecciosos no sangue.

Resultados positivos do tratamento podem ser alcançados com o uso de preparações à base de plantas, enzimas, imunomoduladores, citotransmissores.

Além de medicamentos, é usada fisioterapia.

Existem vários tipos deste tratamento:

  • magneto-laser-indutoterapia,
  • ultrassom
  • reflexologia
  • tratamento de sanguessuga.

Em qualquer caso, o tipo de tratamento é prescrito, dependendo da prescrição do médico.

O melhor tratamento é a prevenção de doenças. Isso está amplamente relacionado à prostatite, já que o uso de medidas adicionais minimizará o risco de manifestação da doença.

As principais recomendações são:

  • cumprimento das regras de alimentação saudável,
  • restrição do consumo de alimentos condimentados e gordurosos,
  • recusar ou minimizar o consumo de álcool,
  • mantendo o peso normal
  • falta de hipotermia,
  • estilo de vida ativo
  • sexo regular
  • falta de longos períodos de abstinência sexual.

Quanto ao último ponto, você precisa ter cuidado, pois o início da prostatite é freqüentemente causado por infecções genitais. Por esse motivo, sec deve ser regular, mas protegido.

Ao prevenir uma doença, é importante prestar atenção aos sintomas e sinais da doença, ou seja, o aparecimento de:

  • dor no períneo,
  • problemas de micção
  • ejaculação precoce
  • desejo de visitar o banheiro frequentemente.

Idealmente, um homem deve ser examinado por um urologista pelo menos uma vez por ano.

Nesse caso, não se deve limitar-se a um exame, mas também a realizar um estudo da secreção da próstata e do ultrassom.

Posso engravidar se meu marido tiver prostatite?

A assistência médica competente nessa situação será muito útil

Em geral, com a prostatite é realmente possível engravidar, mas aqui é necessário abordar a questão do planejamento da gravidez com sabedoria. Se o marido tiver prostatite, a mulher deve insistir em um exame completo do cônjuge por um urologista, além de fazer um exame com um ginecologista e consultar um médico sobre se é possível engravidar nessa situação e se será perigoso para a saúde do feto.

O efeito exato da prostatite na concepção de uma criança depende do tipo de processo inflamatório e da forma da doença.

Portanto, a prostatite aguda curada oportuna não afeta negativamente a fertilidade masculina. O principal é esperar algum tempo após o término do tratamento, passar o líquido seminal para análise e só então prosseguir com as tentativas de conceber.

Com prostatite crônica, você também pode conceber uma criança, mas apenas se a doença estiver sob controle. Durante uma exacerbação da doença, não é recomendável tentar engravidar. Mas com a prostatite crônica avançada, são possíveis sérios problemas de saúde que não permitirão que um homem se torne pai.

Concepção na prostatite crônica

Os médicos respondem positivamente à questão de saber se um homem pode conceber uma criança com prostatite crônica. Apesar de a prostatite e concepção crônicas não serem mutuamente exclusivas, deve-se abordar minuciosamente a questão da extensão do gênero e passar por um exame abrangente.

Com uma inflamação não-infecciosa lenta, um homem receberá medicamentos anti-inflamatórios e prostatoprotetores. O curso do tratamento com esses medicamentos aumenta as chances de se tornar pai.

Se estamos falando de prostatite avançada, que nunca foi tratada, pode exigir um tratamento complexo longo e tedioso. O fato é que, com prostatite crônica avançada, a próstata deixa de lidar com suas funções. A longa "inação" do corpo afeta negativamente toda a saúde reprodutiva dos homens. Esta doença pode levar a uma alteração na composição do líquido seminal, que é repleta de anormalidades futuras no desenvolvimento do feto e até um aborto espontâneo para uma mulher.

Posso me tornar um pai com prostatite aguda?

Tendo descoberto se é possível ter filhos com prostatite crônica, outra opção para inflamação aguda na próstata deve ser considerada. Homens com esse diagnóstico precisam pensar em maneiras de curar a prostatite, e não na concepção urgente de crianças. O fato é que a inflamação aguda é acompanhada de dor intensa, febre e distúrbios disúricos, portanto a questão da concepção é secundária neste caso.

Você não deve tentar ser pai em inflamação aguda. A concepção durante esse período é muito complicada pelo estado geral de saúde do homem. Além disso, existe o risco de infecção de uma mulher. Se é possível conceber uma criança, provavelmente há uma violação do desenvolvimento intra-uterino, uma gravidez enfraquecida e um aborto espontâneo. Isto é devido ao fato de que durante a inflamação aguda são formados compostos tóxicos que afetam adversamente a qualidade do fluido seminal.

Riscos durante a gravidez

Você pode engravidar de um homem com prostatite, mas os urologistas recomendam que você espere um pouco com a concepção até que a doença seja curada. O fato é que, se um marido tem prostatite, existe um alto risco de infecção por uma mulher. A gravidez neste caso será difícil, possivelmente infecção intra-uterina do feto, gravidez ectópica ou aborto.

Se a concepção já ocorreu, os homens com prostatite devem usar preservativos para não infectar a gestante e o feto. Deve-se lembrar que a inflamação infecciosa na próstata pode afetar negativamente não apenas a concepção do bebê, mas também o curso da gravidez, por isso é recomendável consultar um urologista.

Assista ao vídeo: Tudo sobre a Prostatite (Fevereiro 2020).

Deixe O Seu Comentário