Publicações Populares

Escolha Do Editor - 2020

Bigode do Surrealismo: Salvador Dali

Receba um artigo mais lido por e-mail uma vez por dia. Junte-se a nós no Facebook e VKontakte.

Margaret era uma política catalã cujo retrato estava pendurado na casa do artista. Desde a infância, ele viu na parede o rosto desse homem, decorado com um enorme bigode preto comprido. O pequeno Salvador sonhava em ter a mesma assertividade, inteligência e talento, mas também parece sensual e misterioso, como Velázquez, o mestre andaluz do claro-escuro.

Tendo chegado à idade adulta, Salvador começou a cultivar o bigode e a pentear de várias maneiras para conseguir a combinação perfeita da aparência dessas duas pessoas. Assim, ele criou seu próprio estilo de bigode, que se tornou a marca do gênio do surrealismo. Um exemplo semelhante não é único e muitos dos símbolos que Dali usou em seu trabalho são baseados em algumas de suas experiências anteriores.

Do queijo ao tempo

Tempo é Deus, ou Deus é tempo. Ambos os símbolos são onipresentes, pelo menos nas obras de Dali. O artista queria enfatizar que, em muitos casos, as pessoas se preocupam mais com a falta de tempo do que com a necessidade de viver e aproveitar a vida. Além disso, a imagem dos relógios derretidos é uma crítica ao tempo de Dali e ao fato de que "devora tudo em seu caminho, inclusive a si próprio".

A imagem do relógio derretido veio à mente de um surrealista quando ele pensou no queijo Camembert e em como esse queijo não suporta a alta temperatura, derretendo sem a menor resistência. Esta é uma imagem metafísica de oportunidades perdidas na vida que no próximo instante desaparecerão e nunca mais aparecerão.

Morte e formigas

A morte é um tema recorrente no surrealismo. Em Dali, ela é retratada não como o fim de um certo ciclo, mas como um desaparecimento final, e o artista retrata a morte em uma imagem. formigas. À primeira vista, isso não faz sentido, mas, de fato, as raízes dessa imagem estão na infância do artista. Quando ele tinha cinco anos, Salvador caminhou pela rua e viu um morcego deitado no chão. Quando ele foi dar uma olhada, descobriu-se que o corpo do rato estava cheio de formigas que devoravam sua carne.

Muitos anos depois, formigas se transformaram em sua imaginação em uma idéia da morte, e é por isso que são retratadas nas pinturas de Dali. Curiosamente, em algumas telas, as formigas também estão associadas à luxúria sexual, que pode ser uma referência à necrofilia.

Realidade dos sonhos

Nos primeiros trabalhos do espanhol, muletas de todos os tipos aparecem. Normalmente, as muletas estão associadas ao apoio à caminhada, e o trabalho de Dali lida com uma espécie de âncora da realidade. Isso significa que a muleta é um pilar e uma conexão entre o surrealismo e a vida real. Esse é o suporte que ajuda a saber que há algo real por trás do sonho.

O futuro está nas costas de um elefante

Força e resistência. Essas duas palavras caracterizam os elefantes que aparecem nas pinturas de Dali. No entanto, estes não são elefantes comuns. De fato, são tão surreais que seu significado é um dos mais complexos dentre todos os símbolos do artista. Acredita-se que eles representem o futuro, portanto, sempre carregam algum objeto ou pessoa nas costas. Os elefantes têm pernas finas e longas, de modo que fica claro que o peso de um destino difícil e difícil é muito difícil de "carregar apenas".

Descoberta da vida

Embora este não seja um dos elementos mais característicos de Dali, caixas de madeira são encontradas em suas telas com mais frequência do que se imagina. Isso vem da explicação freudiana, que fala da sexualidade feminina oculta. Se você se lembra que alguns biógrafos consideram Dali bissexual, isso pode significar que ele expressou parte de sua natureza feminina nas pinturas. Cada caixa foi pintada entreaberta para enfatizar o sigilo disso e, ao mesmo tempo, o fato de Salvador não se importar com o que pensavam.

Caracol e cabeça humana

Novamente, a razão para este símbolo é uma história de vida. Dali queria saber mais sobre Freud, já que as idéias da psicanálise andam de mãos dadas com o surrealismo, apesar da constante negação disso por parte de ambos. Certa vez, Dali foi à casa de Freud e em seu jardim viu um caracol rastejando em uma bicicleta estacionada. Quando Salvador parou e assistiu a imagem, parecia-lhe uma cabeça humana: havia uma casca dura do lado de fora e um pensamento estava oculto em um interior macio e vulnerável.

A geometria, a dureza da concha e a lentidão do animal capturaram a imaginação do artista, e posteriormente ele não hesitou em retratá-lo em suas pinturas, especialmente quando queria enfatizar a psicanálise.

Ovo vivo

O símbolo a seguir se refere ao amor e à expectativa de vida, mas talvez seja também o símbolo que melhor representa o próprio artista. Essa é provavelmente a idéia de Dali para si mesmo, pois isso pode significar como ele se sentiu no útero. A imagem de fundo do ovo é que, antes do nascimento de Dali, seus pais tiveram um filho que morreu aos cinco anos de idade e seu nome era Salvador. Quando os pais decidiram ter outro filho, deram-lhe o mesmo nome para homenagear a memória do falecido.

Quando Salvador Dali ainda era pequeno, ele visitou o túmulo do "outro Salvador Dali" e sugeriu que ele deveria honrá-lo. Um ovo é uma representação do homem: material, frágil e puro.

Medo do prazer

Uma louva-deus devora um macho depois de copular com ele. Por esse motivo, Dali usou a imagem de um louva-a-deus para apresentar sua mulher, Gala. Ela queria filhos, mas o artista estava em pânico com medo do sexo. Ele gostava de masturbação, não de contato físico com seu amante. O louva-a-deus também é uma referência às críticas de Dali por esse fato, pois o inseto simboliza a idéia do medo da vida e de cada um dos seus lados.

As obras de Dali consistem em personagens que são exemplos vívidos de sua vida e tudo o que aconteceu nela. Talvez essa fosse a maneira do artista de não esquecer uma série de histórias e impressões que inevitavelmente seriam apagadas da memória por muitos anos. De qualquer forma, ele conseguiu fazer mais do que esperava, já que 29 anos após sua morte, essas imagens e símbolos ainda são tão relevantes quanto a primeira vez que o mundo os viu.

E mesmo entre aqueles que estão familiarizados com o trabalho deste artista, poucas pessoas conhecem o filme conjunto de Salvador Dali e Walt Disney. E ele vale a pena vê-lo.

Você gosta do artigo? Então nos apoie pressionar:

Descrição do produto

“Meu bigode é alegre e cheio de otimismo. Eles são parecidos com o bigode de Velasquez e são exatamente o oposto do bigode de Nietzsche ”, disse Salvador Dali.

E ele estava absolutamente certo. O bigode de Dali não é mais apenas sua característica distintiva, mas uma tendência da moda que varreu o mundo inteiro.

O bigode do famoso artista é a personificação de seus pensamentos e costumes criativos. O pintor adorava chocar a platéia. Aconteceu que ele compareceu a eventos sociais fantasiados de mergulhador e chegou à universidade em um carro decorado com couve-flor.

O bigode de Dali apenas sustentava a imagem de um homem. Eles eram magros, levemente torcidos até o topo, e às vezes se destacavam hostilmente e podiam se dobrar em direções diferentes.

Todas as manhãs, Salvador começava com um bigode em boa forma. Era o seu próprio ritual. Não houve um único dia em que seu bigode parecesse o mesmo de ontem.

O comprimento máximo do bigode de Dali chegou a 25 cm, e ele se gabou disso quando estava em uma recepção em Roma.

"Enquanto todo mundo está olhando para o meu bigode, eu, me escondendo atrás deles, faço o que faço"

Salvador Dali - pintor e escultor, diretor e artista gráfico, homem-surrealismo. Ele surpreendeu e surpreendeu o público com suas criações.

Dali nasceu na Espanha. Desde a infância, ele era um homem diferente dos demais. Seu comportamento provocador e às vezes caprichoso, perturbou os adultos e várias fobias, como o medo de gafanhotos, não permitiram que o garoto entrasse na equipe infantil da escola.

Em 1921, Salvador Dali entrou na Academia de San Fernando. Já em 1922 ele se mudou para a "Residência" e começou a estudar. Durante seus estudos, conheceu Pedro Garfias, Luis Bunuel, Federico García Lorca, e também começou a mergulhar nas obras de Freud, que mais tarde teriam um enorme impacto no trabalho do artista.

Em 1926, ele foi expulso da Academia por sua atitude imprópria em relação ao professor, mas o jovem não se desesperou e foi para Paris. Lá ele conheceu o famoso Pablo Picasso. Sob sua influência, Dali criou várias pinturas.

Isso é seguido por exposições bem-sucedidas, popularidade, casamento e uma dolorosa ruptura com o pai devido à entrada de Dali no grupo de surrealistas.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Dali e sua esposa Gala foram para os Estados Unidos. Lá, o trabalho de Dali foi para o próximo passo - ele começou a colaborar com Walt Disney e Alfred Hitchcock, e também lançou seu próprio livro, intitulado "A Vida Secreta de Salvador Dali".

Ele preferia a maneira grotesca de desenhar, uma sensação da irrealidade do que estava acontecendo na imagem. “Constância da memória”, “Girafa em chamas”, “Relógio suave”, “Sono, inspirado no vôo de uma abelha em torno de uma romã, um momento antes de acordar” - são algumas de suas obras mais memoráveis.

A melhor maneira de se inspirar em Dali foi através de um sonho. Ele dormiu durante o dia, colocou um cavalete ao lado dele para que, quando acordasse, ele desenhasse imediatamente o que viu.

Como Salvador Dali inventou o bigode?

O bigode de Salvador Dali é outro de seu trabalho criativo e uma marca registrada do pintor.

Salvador queria desesperadamente que o bigode excedesse o bigode do famoso filósofo Nietzsche, e também cada vez mais chocava a platéia, atraindo interesse em sua pessoa.

Dali foi inspirado no exemplo de Josep Margarit e Diego Velazquez. O primeiro foi um político catalão. Seu retrato ficou pendurado por um longo tempo na casa do pintor. Quando criança, ele frequentemente olhava para aquele homem cujo rosto estava decorado com um bigode preto comprido e grosso. O pequeno Dali sonhava em ser inteligente, talentoso e corajoso, mas ao mesmo tempo queria parecer misterioso e sensual, como Velázquez, o mestre andaluz do claro-escuro.

Aos 18 anos, ele começou a cultivar bigode. Todos os dias ele os penteava de várias maneiras para conseguir a combinação perfeita de Margarita e Velázquez. Assim, apareceu o famoso bigode de Dali, que agora é o seu cartão de visita.

Eu quero um bigode como Dali

Se você é um experimentador tão corajoso quanto um pintor conhecido e também quer chocar o meio ambiente, o bigode de Salvador Dali é exatamente o que o ajudará. Mas saiba que não é muito fácil cultivá-las, e cuidar delas, dando-lhes a forma correta, é ainda mais difícil.

O próprio Salvador disse que o segredo de cuidar do bigode são as datas comuns. Depois de um delicioso doce, ele passou as mãos pegajosas pelo bigode, elas se tornaram mais obedientes e puderam receber facilmente a forma que você queria.

Agora você pode usar métodos mais modernos, por exemplo, gel e verniz para modelagem. Para que o bigode se mantenha em forma, serão necessários mais meios de fixação.

Uma vez que o pintor admitiu que seu bigode começou a cair, ele parou de cortá-lo. O quanto isso o ajudou, não sabemos, mas talvez uma saída dessa situação tenha realmente salvado o amado bigode de Dali.

Livro do bigode

O bigode de Salvador Dali ficou tão famoso e vendeu marca que o próprio pintor escreveu um livro dedicado a eles.

"Dali Moustache: Entrevista Fotográfica" é um trabalho extraordinário do absurdo, escrito para o próximo público chocante. No livro, você verá várias imagens do bigode de El Salvador e as histórias associadas a eles.

O pintor foi co-autor de Philip Halsman, um excelente fotógrafo da época, que afetou o design completamente original do livro e a atratividade da capa.

No próprio livro, você pode encontrar fotos de nós de bigode, flores de bigode e dólares de bigode. Usando este livro, Dali parecia responder ao público a todos os tipos de perguntas sobre a vegetação em seu rosto.

O instantâneo central do livro é uma fotografia com um profundo significado político escondido atrás de uma imagem surreal. Retrata o bigode do pintor, no qual os retratos dos maiores líderes são pendurados em uma determinada sequência: a magnífica barba Karl Marx, Engels com um corte de cabelo e barba mais modestos, Lenin sem vegetação na cabeça e com um bigode pequeno, Stalin apenas com bigode e Malenkov barbeado.

"Meu bigode viverá para sempre"

Uma mulher apareceu na Espanha há vários anos, alegando que o grande Salvador Dali era seu pai. A única maneira certa de responder à difícil questão do parentesco é exumar o corpo do pintor.

Todos que estiveram presentes durante o procedimento ficaram surpresos com o fato de que, mesmo depois de 28 anos após a morte de Dali, seu famoso bigode permaneceu em seu estado original e até manteve sua forma intrincada.

Alguém considera isso um verdadeiro milagre, e alguns especialistas afirmam que esse é um fenômeno completamente natural. Quando um cadáver fica em um espaço confinado há muito tempo, seus cabelos e unhas podem muito bem manter sua aparência original.

"Meu bigode está crescendo - como o poder da minha imaginação"

Salvador Dali é um ícone do surrealismo. Seu grande talento e sua maneira completamente original, em nosso tempo, atraem o espectador, forçando-o a pensar e refletir sobre o que o autor colocou na obra. Suas pinturas, comportamento e aparência serão discutidas por muitos anos por pessoas em todos os países do mundo.

O trabalho do pintor consiste em símbolos e figuras, com a ajuda da qual ele faz o espectador pensar. O bigode dele é um desses símbolos. Com sua forma incomum e ousada decisão criativa, eles atraem e personificam exatamente o que o próprio Salvador Dali tem se esforçado por toda a sua vida - liberdade e arte.

História do bigode

O bigode de Salvador Dali é tão sutil e incomum que, olhando pela primeira vez, é difícil acreditar que se trata de uma verdadeira decoração natural do rosto. É muito difícil imaginar esse famoso artista sem bigode. Em algumas fotos, grudam violentamente e beligerantemente nas laterais; em outras, são levemente torcidos para o topo, como o rei Filipe IV.

Dali comparou esse adorno de rosto com o bigode de Nietzsche, tentando superar o famoso filósofo. Ele acreditava que o bigode sempre superaria a vegetação no rosto de Friedrich e nunca seria associado a catástrofes, melancolia e tristeza, lançando humores pessimistas nos outros.

O próprio artista chamou seu bigode de imperialista e supernacionalista, afiando especialmente as pontas e necessariamente colocando-as o mais verticalmente possível.

Para referência! O artista afirmou que seu bigode nunca mais parecia o mesmo por mais de dois dias seguidos, o que sugere que ele monitorasse cuidadosamente a aparência deles, escolhendo cuidadosamente cada novo visual.

Salvador Dali, em 1954, demonstrou seu bigode em Roma, alegando que naquele momento eles haviam comprado mais do que nunca e atingiram 25 cm, o que apenas o artista não fez com o bigode ao longo de sua vida - ele o enrolou e dobrou, fez apontar e ramificou suas dicas. Ele costuma associá-los a antenas e transmissores através dos quais recebe idéias e percebe arte.

O artista considerou a decoração do rosto uma característica marcante, comparando-a com as famosas sobrancelhas de Platão, Leonardo da Vinci e afirmando que elas certamente serão lembradas pelas pessoas por muitos anos.

Como Dali cuidava do bigode?

A extravagância dessa parte da imagem do artista é tão atraente e incomum que muitos se perguntam como ele conseguiu manter a aparência do bigode e cuidar dele por muitos anos.

Uma vez que Salvador fez essa pergunta, ele respondeu que o segredo de seu cuidado com o bigode era ... datas. O artista afirmou que, depois de provar as frutas doces, não teve pressa de lavar as mãos e correu várias vezes com os dedos pegajosos no bigode. Assim, os cabelos ficaram mais duros (simplesmente grudados) e podiam receber a forma desejada.

Conselhos! Certa vez, Salvador Dali admitiu que seus cabelos começaram a cair do bigode e, portanto, ele parou de cortá-los. É difícil dizer o quanto isso ajudou a lidar com o problema, mas esse método pode ser usado. Essas palavras foram percebidas pelo público apenas como um movimento para atrair atenção.

O livro "Bigode Dali"

O grande Salvador Dali era uma pessoa incrivelmente original e incomum. Seus contemporâneos notaram que quão talentoso ele era, ele era igualmente louco. Sua paixão especial era um bigode completamente único, objeto de seu orgulho ao longo de sua vida.

Uma de suas famosas criações foi o livro “Bigode Dali: Entrevista Fotográfica”, pelo qual muitas pessoas o consideravam excêntrico. Este livro foi chamado de obra do absurdo e consiste inteiramente de fotografias da decoração principal de seu rosto e várias histórias dedicadas a ele.

Dali poderia falar sobre o bigode o dia todo e alegou que eles crescem com a força de seu talento e imaginação.

O livro foi co-escrito com Philip Halsman, e isso aumentou muito o seu efeito, pois foi projetado de maneira muito correta e eficaz, repleto de muitas fotos originais do bigode. Nele, por exemplo, havia fotos nas quais o bigode estava amarrado a um nó, colocado na forma de uma flor ou um ícone de dólar, etc. Essa foi uma resposta peculiar às inúmeras perguntas dos críticos maldosos sobre o bigode do autor.

Uma das imagens centrais da publicação, entre outras, era uma foto com um significado profundo. Nesta fotografia, o artista pendurou retratos dos principais líderes do comunismo em uma certa ordem em seu longo e fino bigode: Karl Marx, que tinha uma cabeça magnífica de cabelos e uma barba igualmente impressionante, depois Engels com um corte de cabelo e barba mais modestos, então - Lenin quase careca e contido barba e bigode. Eles foram seguidos por Stalin com bigode e já sem barba, completaram a composição suavemente barbeada e careca Malenkov. Assim, Salvador Dali fez sua avaliação do desenvolvimento do comunismo.

Importante! Salvador Dali é quase o primeiro dos artistas que estrelou em comerciais, recebendo uma taxa decente. Era uma propaganda de chocolate, na qual ele admitia que era louco por chocolate "Lanven", e o bigode do artista em algum momento começou a tremer e vibrar. É interessante que logo o produto anunciado pelo artista foi esquecido e seu bigode se tornou ainda mais popular.

Por que o bigode do artista não se deteriora há tantos anos?

Recentemente, uma moradora da Espanha, 61 anos, disse que é filha do famoso Salvador Dali. Após longos testes, decidiu-se que a única maneira de responder honestamente à questão de saber se essa dama é a herdeira de um grande artista é exumar seu corpo. Como não havia outras opções para resolver esse problema e não havia outro lugar para levar o material necessário, o tribunal decidiu extrair os restos mortais de Salvador Dali e realizar um estudo.

Todos os que compareceram à exumação ficaram surpresos com o fato de o bigode de Dali, que o mundo inteiro conhece, mesmo depois de 28 anos após a boca, permanecer em excelentes condições e não apenas preservado, mas também manteve sua forma anterior.

O homem que embalsamava o corpo do artista em 1989, NarcisBardal, chama isso de um verdadeiro milagre. Ao mesmo tempo, especialistas que freqüentemente trabalham com restos humanos argumentam que isso não é incomum. Isso é explicado pelo fato de que, quando um cadáver está em um determinado espaço sem acesso ao ar, os pelos do corpo podem manter sua aparência por muitos anos.

Assim, por exemplo, George Shirou, um especialista forense experiente, afirma que essa propriedade do cabelo humano é explicada por sua composição: basicamente, é uma queratina protéica muito forte, que é bastante resistente mesmo às enzimas digestivas.

O grande talento do artista, sua maneira brilhante e completamente original de impressionar a sociedade, fez de Salvador Dali uma figura marcante na arte mundial. Seu trabalho, ações e palhaçadas ousadas provavelmente serão discutidos por pessoas de todo o mundo por muitos anos. E dificilmente alguém pode imaginar Salvador Dali sem o bigode característico, que se tornou um toque brilhante de sua imagem.

Bigode de um gênio

O gênio afirmou que o bigode é "a constante trágica do rosto masculino". O que significava gênio? Talvez seja impossível lutar com um bigode, assim como com o passar do tempo: resta apenas preenchê-los com um significado profundo. O bigode de Dali era realmente, por assim dizer, bastante ambíguo. O artista sonhava em superar Friedrich Nietzsche, que tinha uma vegetação verdadeiramente magnífica no rosto. É verdade que Dali não queria que seu bigode inspirasse a mesma angústia que as obras do filósofo sombrio. O bigode de Dali deveria incorporar a esplêndida arquitetura espanhola, que o pintor tanto amava, com sua aspiração no céu.

O bigode de Dali também desempenhava outra função. O surrealista afirmou que são antenas direcionadas ao espaço. Talvez, através dessas antenas, Dali realmente tenha recebido informações misteriosas que o ajudaram a criar telas inimitáveis, estranhas e profundas, como se tivessem chegado até nós de outro mundo?

Bigode ao qual o livro é dedicado

Salvador Dali amava tanto o bigode que até dedicou um livro a eles. E não um livro simples, mas um "trabalho absurdo", como o próprio artista chamou. O bigode deste livro é apresentado em uma variedade de formas: elas são conectadas na forma de um sinal de infinito, empilhadas com um cifrão, decoradas com retratos em miniatura de grandes ditadores. A propósito, este último é extremamente simbólico: Dali acreditava que o declínio do comunismo estava ligado precisamente ao fato de que o líder dos países do campo socialista acabava tendo poucos pêlos faciais. Compare até as barbas grossas de Engels e Marx com a barba imperceptível de Malenkov: é óbvio que o bigode é o melhor indicador do comunismo!

Entrar

A fotografia mostra o grande artista surrealista Salvador Dali. Todas as fotos são clicáveis.

Além disso, no restante das fotos que estão sob o gato, o personagem principal é o bigode, um pouco, embora de forma alterada. Aqui está o que você pode fazer com o bigode se, por exemplo, você tiver um? De fato, nada que interessaria aos outros sem arriscar rir de si mesmo. E tudo porque seu bigode não é o bigode de Salvador Dali, assim como você não é o mesmo Dali, e o gênio pode e é perdoado muito mais do que um mero mortal ...

Tente chegar ao último - lá você encontrará uma surpresa pequena, mas ideológica. :)

“... decido fotografar a peluda história do marxismo. E pendure seis círculos de papel branco no meu bigode. Em cada um deles, Halsman sobrepõe retratos de Karl Marx, Engels, Lenin, Stalin e Malenkov. O último círculo que deixo para Khrushchev ... ".

Bigode dourado

De certa forma, Salvador Dali era como o rei Midas. Afinal, tudo o que ele tocou se transformou em ouro. Por exemplo, o lendário "The Beatles" comprou apenas um cabelo do bigode de Dali por 5 mil dólares! É terrível supor quanto todo o bigode genial teria sido valorizado. Bem, se você considera que o bigode cresce ao longo da vida, Dali só pode ficar rico com eles!

O bigode poderia "ganhar" de outra maneira: filmar em publicidade. Promovendo o chocolate Lanven, Dali revirou os olhos de prazer e as pontas do bigode começaram a girar loucamente. O comercial com a participação de Dali na Internet ainda está sendo revisto, mas o chocolate Lanven há muito desaparece das prateleiras.

Bigode que ganhou imortalidade

O bigode de Dali realmente se tornou imortal. E você pode dizer isso não apenas figurativamente, mas também no sentido literal. No verão de 2017, o túmulo do artista foi exumado. Foi necessário realizar um exame para estabelecer a paternidade: uma vidente da Espanha afirmou repetidamente que era filha ilegítima de Dali, e essa informação teve que ser confirmada ou refutada.

Quando os restos foram removidos, o bigode manteve sua forma e permaneceu o mesmo de antes do enterro. O embalsamador que trabalhou com o corpo de Dali em 1989 o considerou um verdadeiro milagre. Mesmo após a morte, o artista não se separou do seu "cartão de visitas".

Bigode não é apenas pêlos faciais. O bigode pode se tornar parte de sua expressão criativa. Venha e nós vamos ajudá-lo a escolher seu próprio estilo. Não importa se você é um trabalhador de escritório comum ou se identifica como um artista capaz das performances mais brilhantes e ousadas!

Assista ao vídeo: Bigode de Salvador Dalí continua intacto (Fevereiro 2020).

Deixe O Seu Comentário