Publicações Populares

Escolha Do Editor - 2020

Medicamentos injetáveis ​​para o tratamento da prostatite

No tratamento da inflamação aguda e crônica da próstata, os medicamentos podem ser prescritos de várias formas - na forma de comprimidos (cápsulas), supositórios ou injeções.

Entre todas as formas, as mais eficazes são injeções de prostatite. Devido a diferenças na composição, o mecanismo molecular de ação desses medicamentos pode variar significativamente. No entanto, todas as injeções com prostatite eliminam a inflamação e também restauram o tecido da próstata danificado.

Indicações de uso

Injeções para inflamação da próstata não são prescritas para todos os pacientes. O paciente deve consultar um médico que realizará um exame completo do corpo. Como resultado da inspeção, o especialista avalia:

  • tamanho da próstata
  • condição da próstata
  • a presença de dor.

O diagnóstico laboratorial também é necessário para determinar a gravidade do processo inflamatório e os tipos de microorganismos que o causaram. Além disso, o paciente precisa fazer um ultra-som da próstata.

Para o tratamento da inflamação, um medicamento para injeção é indicado na fase aguda da doença. Nesse caso, a síndrome da dor impede o homem de levar um estilo de vida familiar. Comprimidos e supositórios, neste caso, não têm um efeito tão rápido quanto as injeções.

Na maioria dos casos, a terapia é realizada dentro de uma semana. Às vezes, um médico pode aumentar a duração do curso para 20 dias.

Se for diagnosticado um dano na próstata, podem ser administradas injeções para:

  • forma aguda de inflamação da próstata,
  • doença crônica de origem bacteriana,
  • hiperplasia prostática,
  • problemas de ereção
  • infertilidade
  • perturbação do fluxo sanguíneo
  • congestão na área pélvica,
  • infecção urogenital
  • forma viral da doença,
  • após operações nos órgãos genitais.

Contra-indicações

As contra-indicações ao uso de injeções são mais dependentes do medicamento específico, mas existem proibições gerais:

  • hipersensibilidade individual aos componentes dos medicamentos,
  • beber álcool
  • presença de doenças, cujo desenvolvimento pode ser desencadeado pela introdução de certos medicamentos.

Todos os medicamentos podem causar efeitos colaterais. Na maioria das vezes, eles aparecem devido a dosagem inadequada e desvios do curso de tratamento estabelecido pelo médico. Mas, mesmo com o uso adequado, os riscos de efeitos indesejados permanecem. Basicamente, eles se manifestam na forma de reações alérgicas na pele, no local da injeção.

Tipos de injeções para danos na próstata

O que injeções a ver com prostatite?

Os produtos farmacêuticos modernos têm uma lista bastante extensa de medicamentos para injeções para inflamação da próstata. Todos os medicamentos são divididos pelo tipo de efeito nos tecidos doentes do corpo. O médico pode prescrever uma ou outra injeção, com base nos sintomas da doença, seu estágio e manifestações específicas.

Os seguintes tipos de injeções são distinguidos:

  1. Analgésicos. A prostatite, como qualquer processo inflamatório, não pode continuar sem dor. Nesse caso, é observada uma dor aguda pulsante e intensificadora ao longo do tempo na região perineal. As injeções de um medicamento especial diretamente na próstata em pouco tempo eliminam sintomas desagradáveis,
  2. Antibióticos. Estes medicamentos destinam-se a combater a prostatite, cuja natureza é de natureza bacteriana. Substâncias deste grupo aliviam perfeitamente a inflamação e eliminam sintomas,
  3. Bloqueadores alfa. Ao bloquear certos receptores, esses medicamentos reduzem a pressão local, eliminando outro sintoma desagradável - dificuldade em urinar,
  4. Há também um grande número de outros medicamentos sob a forma de injeções, que são usados ​​para melhorar o bem-estar geral com inflamação da próstata. O mecanismo de ação dessas substâncias pode ser diferente. Normalmente, esses medicamentos são posicionados como remédio para prostatite crônica.

Analgésicos

Normalmente, as seguintes injeções são usadas para aliviar a dor no tratamento da doença:

  1. Baralgin - um bom analgésico. É contra-indicado em pessoas com insuficiência renal aguda, bem como intolerância individual aos componentes do medicamento.
  2. Diclofenaco - uma substância não esteróide que alivia a inflamação e diminui a temperatura corporal.
  3. Prostatic - Um remédio natural feito com base no tecido da próstata de gado. Graças às propriedades anti-inflamatórias, elimina o inchaço dos tecidos e evita o seu aparecimento. Com a eliminação da estase na próstata, a microcirculação aumenta. A substância ativa do Prostatilene impede o desenvolvimento de processos purulentos. Além disso, seus componentes restauram as células epiteliais e aumentam a atividade espermática. O tratamento é realizado por 5 a 10 dias. Uma dose única do medicamento é administrada diariamente. A ferramenta não causa alergias, ao contrário de supositórios retais semelhantes. As injeções de prostatileno contribuem para:
  • fortalecendo a resistência do corpo a infecções,
  • aumento do tônus ​​dos músculos da bexiga,
  • facilitar a micção.

Antibióticos

Quando um organismo está infectado com microorganismos, é necessário focar na lista de antibióticos permitidos. Eles combatem bactérias patológicas e também restauram o tecido da próstata. Além disso, o sistema imunológico começa a funcionar em um modo aprimorado. Os seguintes medicamentos antibacterianos são recomendados para prostatite:

  1. Ceftriaxona afeta bactérias patológicas. Além disso, é eficaz contra vários grupos de patógenos. É indicada a administração intramuscular do medicamento duas vezes ao dia. A dosagem é selecionada pelo médico. O tratamento é realizado por 7 dias.
  2. Entre o grupo amoxicilina, os medicamentos são isolados Augmentin, Ampiside e Amoxiclav. Eles são prescritos nos estágios agudo e crônico da doença.
  3. Como macrólidos são usados Vilprafen e Azitromicina. Eles afetam microorganismos virais, agindo no interior das células da próstata.
  4. Se não houver efeito durante o tratamento com antibióticos, pode ser prescrito Cefotaxima. Ele penetra rapidamente nos tecidos da próstata, matando microorganismos patológicos. Uma característica da droga é a ausência de efeitos colaterais.

O paciente precisa saber que o tratamento com antibióticos deve ser realizado antes do final do curso, mesmo que os sintomas tenham desaparecido após várias injeções. Caso contrário, o tratamento não será concluído e a doença inevitavelmente entrará na fase crônica.

Bloqueadores alfa

Tamsulosina - bloqueador alfa adrenérgico ideal para prostatite. A tansulosina exerce um efeito seletivo nos receptores adrenérgicos pós-sinápticos do colo da bexiga, na uretra prostática e nos músculos lisos da próstata. Como resultado da ação da droga, o tom do músculo liso das formações diminui, o que leva à normalização do processo de micção.

Terazosin é um medicamento não seletivo, mas, diferentemente de outros medicamentos desse tipo, não causa taquicardia grave. Reduz o tônus ​​do sistema vascular, o que também afeta o funcionamento do coração. Terazosina estabiliza o sistema de micção, tendo um efeito positivo na prostatite.

Outras drogas

Quais são as outras injeções para prostatite?

Além da antibioticoterapia, outras injeções podem ser prescritas. Eles aliviam a inflamação, aumentam a defesa imunológica na próstata.

Simpleton É prescrito no tratamento da prostatite crônica e no pós-operatório. Tem uma base natural, feita com a adição de tecido da glândula de gado.

Quando introduzido no corpo, o Prostacor normaliza os processos metabólicos na próstata. Também elimina o edema e evita o seu reaparecimento.

A próstata é necessária para reduzir a probabilidade de trombose. As injeções são prescritas para o tônus ​​muscular baixo da bexiga.

O medicamento é prescrito por um período de cinco a dez dias. Uma injeção é administrada por dia. Se o médico notar a necessidade de repetir o tratamento, Prostakor pode ser reutilizado após 3-6 meses.

Entre as contra-indicações, apenas hipersensibilidade aos componentes do medicamento é observada. No entanto, Prostacor pode causar uma reação alérgica.

Timolin contribui para a normalização do sistema imunológico do corpo. Praticamente não há contra-indicações. Portanto, pode ser usado não apenas para tratamento, mas também como profilático.

Tem um efeito estimulante Pyrogenal. Um modulador de imunidade pode ser prescrito durante o tratamento antibacteriano. É administrado por via intramuscular.

Muitas vezes, com prostatite é prescrito aloés. A planta ajuda a eliminar o processo inflamatório, alivia o inchaço dos tecidos e a dor local. Também é necessário diluir o sangue e melhorar a microcirculação. As injeções de aloe podem ser prescritas uma vez ao dia. As injeções fazem um excelente trabalho com danos congestivos na próstata.

Vale lembrar que preparações intramusculares auto-administradas são categoricamente inaceitáveis. Isso deve ser feito pelo médico, levando em consideração as especificidades da doença e a condição do paciente. Somente então um resultado positivo de tratamento pode ser observado.

Benefícios da injeção de medicamentos

O uso de medicamentos na forma de soluções injetáveis ​​é recomendado apenas para sintomas agudos de uma doença de primeira ocorrência ou para prostatite crônica durante uma exacerbação.

No período de remissão da forma crônica da doença, o tratamento com injeção não é indicado. A exceção são os cursos de imunomodulador.

A introdução de medicamentos por injeção proporciona maior eficácia em um tempo menor em comparação com os comprimidos. Um resultado positivo na forma de facilitar o processo de micção, reduzindo a gravidade da dor, pode ser observado no primeiro dia.

Medicamentos deste formulário:

  1. rapidamente lidar com o processo inflamatório,
  2. normalizar a circulação sanguínea no órgão afetado e na área circundante,
  3. inibir o crescimento do tecido da próstata, impedindo ainda mais o aparecimento de hiperplasia prostática.

Preparações complexas

Entre os medicamentos mais frequentemente recomendados para a prostatite está o Prostatilen. Pertence ao grupo de biorreguladores peptídicos. Substâncias que compõem:

  • tem um efeito positivo abrangente no tecido da próstata,
  • melhorar a função da bexiga,
  • pare o processo inflamatório,
  • melhorar a microcirculação sanguínea nos tecidos afetados pelo processo patológico,
  • reduzir o risco de trombose.

Na maioria das vezes, este medicamento é prescrito para homens cuja prostatite congestiva se tornou crônica e prolongada. A vantagem da droga é sua composição natural.

Os urologistas frequentemente recomendam o Prostacor, um medicamento que contém proteínas biologicamente ativas obtidas das glândulas prostáticas do gado. Na maioria das vezes, é prescrito para exacerbação de prostatite crônica.

Substâncias que compõem:

  • normalizar o funcionamento da próstata,
  • melhorar os processos metabólicos nas células do órgão afetado.

As injeções de Longidase com prostatite ajudam a interromper o processo inflamatório, melhoram os processos metabólicos nas células da próstata, impedem o aumento da glândula, aliviam o inchaço e impedem a formação de cicatrizes e aderências.

Na maioria das vezes, os médicos prescrevem diclofenaco. Este medicamento está disponível em várias formas de dosagem. A introdução através de injeções intramusculares permite aumentar a intensidade da terapia e acelerar o recebimento de um resultado positivo. Além do efeito anti-inflamatório, o diclofenaco tem um efeito benéfico no estado dos vasos sanguíneos, elimina edema, dor e alivia espasmos. Além disso, ajuda a reduzir a temperatura local na área inflamada, aumentando significativamente a transferência de calor.

Por que as injeções são prescritas?

Com a prostatite, as injeções são prescritas em dois casos - a ineficácia da terapia com o uso de medicamentos em forma de comprimido e os sintomas agudos. A administração intramuscular de medicamentos permite interromper rapidamente os sintomas da doença e reduzir a inflamação.

Droga administrada por via intramuscular age mais rapidamente

Na terapia, os seguintes grupos de drogas são usados:

  • antibióticos ou fluoroquinolonas,
  • anti-inflamatórios não esteróides para injeção,
  • imunoestimulantes.

Quais medicamentos preferir - depende da forma do processo inflamatório. O regime de tratamento, a dosagem do medicamento administrado e a duração da terapia são determinados pelo médico assistente e dependem da forma de inflamação da próstata.

Injeções imunoestimulantes

Uma parte importante do tratamento da prostatite com exacerbação ou inflamação aguda é o uso de imunoestimulantes. É provável que esses medicamentos funcionem com administração intramuscular.

Os imunoestimulantes melhoram a eficácia do tratamento com antibióticos e aceleram o processo de restauração da funcionalidade dos órgãos, ativando a imunidade para combater o patógeno da inflamação.

Imunoestimulantes ajudam o corpo a combater patologia

Timalin e Taktivin

O medicamento Timalin é um imunoestimulante eficaz. Uma característica do medicamento é sua biodisponibilidade completa devido à sua composição natural (contém proteínas de origem animal). O medicamento é bem tolerado, adequado para quase todos os homens e não causa efeitos colaterais.

O regime de tratamento é de 1 ampola de medicamento diariamente por 10 dias. É utilizado para qualquer inflamação da próstata causada por uma diminuição da imunidade. O medicamento pode ser usado para tratar a prostatite crônica com exacerbação dos sintomas devido à hipotermia ou resfriados recentes.

Um análogo completo do medicamento em composição e princípio de ação é um medicamento para administração intramuscular de Tactivin.

Indicações para terapia de injeção

Normalmente, os comprimidos são prescritos para formas crônicas de prostatite nos homens, mas para lesões inflamatórias agudas, geralmente é usada a terapia por injeção. Porém, antes da consulta, o paciente é extremamente importante para realizar um exame completo, porque a inflamação da próstata é uma doença especial, caracterizada por um curso ondulado. Muitas vezes, com prostatite, manifestações sintomáticas são desgastadas, não expressas.

A patologia pode rapidamente se tornar crônica, portanto, os homens precisam ter cuidado. Se você experimenta micção e problemas frequentes na esfera sexual, diminuindo a dor no períneo, na área anal e no abdômen - os primeiros sinais de dano inflamatório da próstata, você precisa entrar em contato com um urologista. Somente após um exame minucioso, o médico poderá prescrever um curso de tratamento, escolhendo a terapia apropriada, que é determinada pela condição da próstata, pelo grau de seu dano e por outros fatores.Muitos fatores podem provocar prostatite, mas em caso de dano agudo, é melhor usar a terapia de injeção, cujas indicações são:

  • Formas agudas de lesões prostáticas,
  • Prostatite crônica de origem bacteriana,
  • Alterações hiperplásicas nos tecidos glandulares,
  • Recuperação pós-operatória após remoção cirúrgica do adenoma,
  • Infertilidade ou disfunção erétil devido a inflamação da glândula,
  • Infecções urogenitais concomitantes,
  • Prostatite viral
  • Estagnação da próstata e problemas circulatórios.

Nesses casos clínicos, o resultado terapêutico mais eficaz serão as injeções.

Pirogenal com prostatite

Muitas vezes, com uma exacerbação da prostatite congestiva crônica, os médicos prescrevem o medicamento pirogenal. O medicamento contribui para:

  • redução do edema da próstata,
  • melhorar a ação de drogas antibacterianas,
  • estimulação da imunidade para combater infecções.

As injeções para prostatite são administradas em 30 dias. O medicamento possui várias contra-indicações e efeitos colaterais e não é prescrito para patologias do sistema cardiovascular. A dosagem do medicamento é selecionada individualmente para cada paciente. É impossível usar o medicamento por conta própria, a fim de evitar consequências negativas à saúde.

Quais drogas são usadas

As injeções de prostatite não têm nenhum grupo farmacológico específico. Na inflamação glandular aguda, são prescritos antibióticos. Além disso, as injeções podem ter efeitos anti-inflamatórios (prostatileno) ou propriedades imunomoduladoras. Neste último caso, as drogas ajudam o corpo a aumentar sua resistência à inflamação. Também é recomendado picar vitaminas, etc. no tratamento da prostatite.

Levamisole

Outro imunoestimulante popular usado para prostatite infecciosa é o levamisol. A droga estimula a função dos linfócitos T, contribuindo para o alívio da inflamação devido à ativação da imunidade. Ele tem várias contra-indicações e efeitos colaterais, portanto é prescrito com cautela. A dosagem selecionada incorretamente pode levar ao desenvolvimento de um estado imunossupressor. Os efeitos colaterais comuns incluem reações alérgicas, enxaquecas, náusea, tontura e desorientação. O medicamento é administrado por via intramuscular, o curso do tratamento raramente excede 10 dias.

O levamezol pode desencadear ataques de enxaqueca e tonturas.

Antibioticoterapia de injeção para inflamação da próstata

Muitas vezes, com inflamação prostática, os pacientes recebem antibióticos que lidam bem com patógenos infecciosos, além de restaurar o tecido prostático e a atividade imunológica. Existem várias injeções para prostatite do grupo antibiótico, especialmente recomendadas para inflamação da glândula. Na forma aguda do processo inflamatório, os antibióticos ajudam a aliviar o inchaço e a dor apenas meia hora após a administração. O medicamento é rapidamente absorvido na corrente sanguínea e, devido à administração intramuscular, é possível evitar efeitos negativos no trato digestivo.

As injeções mais eficazes para prostatite do grupo antibiótico são a cefotaxima. É um antibiótico da cefalosporina usado no tratamento de condições patológicas graves, pois pode afetar microorganismos resistentes a outras drogas antibacterianas. Além disso, os componentes da cefotaxima são rapidamente absorvidos no tecido, acumulando-se nas células prostáticas.

A ceftriaxona também é eficaz contra a prostatite. As injeções podem destruir muitas bactérias diferentes, porque elas têm um amplo espectro de ação. Às vezes, antibióticos macrólidos como Azitromicina ou Wilprafen são usados ​​no tratamento da prostatite. Esses medicamentos atuam nas células prostáticas a partir do interior, destruindo microorganismos virais.

Além disso, muitas vezes com inflamação da próstata, é prescrita a cefazolina, que é altamente eficaz contra a maioria dos microorganismos bacterianos. É categoricamente impossível substituir essas injeções pela forma de comprimido da droga, uma vez que os comprimidos de Cefazolin são absorvidos na corrente sanguínea em uma quantidade insuficiente para o tratamento da próstata, sendo destruídos no trato digestivo. A principal condição para o uso de antibióticos é a completa passagem do curso terapêutico. Mesmo que os sintomas patológicos estejam ausentes, o curso das injeções para o tratamento da prostatite deve ser perfurado até o final.

Injeções de Aloe

Aloe ou agave é uma planta bem conhecida com propriedades anti-sépticas e imunoestimulantes. Aloe com prostatite é administrado por via intramuscular, mas o medicamento não é preparado por si só, mas é comprado em uma farmácia. Existem muitos medicamentos para injeção, em que o extrato desta planta.

As injeções de medicamentos para prostatite com aloe contribuem para:

  • aumentar a imunidade
  • melhorar as células prostáticas tróficas,
  • redução do processo inflamatório.

Esta planta também estimula a restauração de células danificadas e tem um efeito descongestionante. Sobre o esquema de aplicação do agave com prostatite, consulte um urologista.

Aloe cresce em muitos apartamentos, mas é necessária uma forma de farmácia para injeção

Simpleton

Os medicamentos polipeptídicos incluem Prostacor, um dos componentes dos quais é o tecido glandular de bovinos, isto é, extrato de próstata de bovinos.

  • Quando o medicamento é injetado no corpo, ocorre a normalização dos processos metabólicos prostáticos.
  • Além disso, sob a influência de Prostacor, a hiperfluidez é eliminada e sua ocorrência é ainda mais evitada.
  • As injeções reduzem a infiltração de leucócitos, reduzem a dor na próstata.
  • Além disso, injeções de prostatite com o nome Prostacor muitas vezes reduzem a probabilidade de desenvolver trombose, aumentam o tônus ​​muscular do tecido urinário.
  • Como resultado do uso da medicação, a frequência dos impulsos urinários é normalizada.
  • O curso da terapia para este medicamento é de 5 a 10 dias, sendo administrada 1 injeção por dia. Se necessário, a terapia é repetida após 3-6 meses.

Prostakor é utilizado não apenas no tratamento da prostatite, mas também no tratamento da infertilidade masculina, adenoma, distúrbios relacionados à idade e outras doenças prostáticas. O medicamento praticamente não tem contra-indicações, com exceção da intolerância individual ou hipersensibilidade ao medicamento. Além disso, o medicamento pode provocar uma resposta alérgica.

Medicamentos com atividade proteolítica

Além disso, a terapia antiprostática utiliza drogas com atividade proteolítica. Quais injeções pertencem a esta categoria?

  1. Suco de aloe, produzido em ampolas. O medicamento pode ser administrado por injeção subcutânea. Aumenta as habilidades regenerativas e tem um efeito virucida. As injeções devem ser administradas diariamente. Contra-indicações para a droga são patologias cardiovasculares e renais, hepáticas e intestinais. Entre as possíveis reações adversas, pode-se chamar apenas uma leve dor no local da injeção.
  2. A longidase também é considerada um medicamento com atividade proteolítica. Tais injeções são prescritas para lesões inflamatórias crônicas da glândula, que são caracterizadas pela presença de alterações hiperplásicas do tecido conjuntivo, inclusive nas lesões prostáticas. As injeções são administradas por via intramuscular ou subcutânea em ciclos de 5-25 injeções. O retratamento é possível somente após 2-3 meses e na presença de indicações graves.

Drogas injetáveis ​​com efeito proteolítico contribuem para uma recuperação mais rápida dos homens, ajudam a próstata a se recuperar mais rapidamente.

Os benefícios das injeções de prostatite

Somente um médico pode prescrever injeções ou pílulas. Os medicamentos para injeção têm várias vantagens sobre os comprimidos:

  • Resultado rápido e estável para um curso curto de tratamento,
  • Alívio sintomático no primeiro dia,
  • Sem consequências de problemas com a função erétil e contagem de espermatozóides,
  • O processo inflamatório é eliminado,
  • O suprimento de sangue para os vasos da próstata é regulado,
  • A capacidade de inibir a proliferação de tecido conjuntivo da próstata,
  • O efeito preventivo do aparecimento de formações e tumores.

Prostatic

Um dos melhores medicamentos para terapia da próstata é considerado o Prostatilen, que é produzido a partir de tecido prostático de gado. A droga tem um efeito anti-inflamatório brilhante, elimina rapidamente o hiper-inchaço dos tecidos, impedindo sua ocorrência subseqüente. Além disso, o medicamento ajuda a eliminar a estagnação na próstata, melhorando assim a microcirculação na glândula.

O medicamento ajuda a restaurar os tecidos epiteliais, melhora a espermatogênese e a qualidade do esperma, evita o desenvolvimento de complicações purulentas, etc. Além disso, o prostatileno aumenta o tônus ​​do tecido muscular da bexiga, aumenta a resistência do corpo a patologias infecciosas e também facilita os processos urinários.

Os prostatilen fazem cursos de 5 a 10 dias. Uma injeção deve ser administrada por dia, e o medicamento não causa reações alérgicas, o que não pode ser dito sobre supositórios retais de efeito semelhante.

Indicações para injeção

O quadro clínico pode ter uma natureza diferente. A terapia com injeção é preferida nos casos de:

  • A presença de formações tumorais,
  • O período após o tratamento cirúrgico,
  • Inflamação bacteriana viral, infecciosa, de forma crônica ou aguda,
  • Incapacidade de ter filhos
  • Disfunção erétil
  • Circulação sanguínea inadequada nos órgãos pélvicos.

Antes de prescrever medicamentos, o médico realiza uma gama completa de medidas médicas para esclarecer o quadro clínico. Além disso, através de um exame retal, o médico determina o tamanho da próstata, sua condição geral e avalia a dor do paciente.

A prescrição de injeções ou pílulas / supositórios só pode ser feita por um especialista. Características individuais, como hipersensibilidade a um medicamento em particular, serão decisivas na escolha de um método de tratamento. O uso de álcool é contra-indicado para todo o curso.

O médico também deve avaliar o estado geral do corpo, uma vez que a introdução de anti-inflamatórios e antibióticos pode provocar outras doenças.

Não se esqueça que tomar medicamentos é acompanhado por certos efeitos colaterais. Freqüentemente, elas são causadas pela conclusão incorreta do curso - uma dosagem incorreta ou a presença de contra-indicações óbvias.

Tipos de injeções para prostatite

O mercado moderno de farmacologia oferece uma extensa lista de medicamentos. Todos os tipos de medicamentos podem ser condicionalmente divididos por tipo de exposição. A escolha de um medicamento provém do quadro clínico da doença e é realizada por um urologista ou cirurgião.

  1. Analgésicos. O paciente experimenta dor de natureza diferente. São dores doloridas, latejantes e crescentes no períneo. Os analgésicos injetáveis ​​são indicados na presença de sintomas agudos e são capazes de aliviar a condição do paciente o mais rápido possível. O descongestionamento direcionado alivia a tensão crítica nos órgãos pélvicos. Uma série de drogas provou ser eficaz:
  • Próstata. As injeções de prostatileno podem eliminar rapidamente o inchaço e bloquear a dor. Além do tratamento sintomático, o medicamento elimina a causa raiz do processo inflamatório,

  • No-shpa. Um medicamento analgésico popular para prostatite, é ineficaz em comprimidos. Mas a administração intramuscular elimina rapidamente os espasmos e reduz a dor. Benefícios do No-shpy na ausência de efeitos colaterais,
  • Dicolfenac. Ferramenta acessível e eficaz. Disponível em ampolas e comprimidos. A duração do curso é de dez dias na dose de 150 mg. O diclofenaco contém substâncias não esteróides. Além disso, o medicamento é injetado para eliminar condições febris,
  • Baralgin. Um analgésico popular disponível a preços acessíveis. Baralgin também alivia a dor, mas não é absorvido o suficiente pelos rins. Portanto, se o paciente tiver insuficiência renal, o uso de Baralgin é inaceitável.
  1. Antibióticos. Este grupo de medicamentos é necessário quando o paciente está infectado com microorganismos perigosos. Antibióticos combatem bactérias perigosas. Além disso, as injeções restauram o tecido saudável da próstata. O medicamento afeta o aumento das propriedades imunológicas do corpo. As indicações para uso são prostatite bacteriana e processos inflamatórios agudos de qualquer etimologia. Em particular, se a área afetada for para o sistema urinário. A toma do medicamento é realizada com rigoroso monitoramento do estado do trato gastrointestinal, rins e fígado, o excesso de dosagem às vezes leva à falha desses órgãos. A duração do curso é determinada por um especialista, em média, varia de duas semanas a um mês:

  • Ceftriaxona - um antibiótico de amplo espectro, portanto, é eficaz contra numerosos grupos de patógenos patológicos. A dosagem é determinada pelo médico, geralmente a ceftriaxona é administrada 1 vez por dia durante sete dias. Esta é uma droga poderosa que tem efeitos colaterais. A dose diária máxima é de 2 g.A administração intramuscular é acompanhada de dor, portanto, recomenda-se que o medicamento seja dissolvido em uma solução de lidocaína a 5%. Se ocorrerem reações alérgicas, são prescritas injeções intravenosas,
  • Gentamicina - um medicamento antimicrobiano de amplo espectro. A dosagem intramuscular do medicamento é calculada com base no peso do paciente: até 1,5 mg por 1 kg. Misturar gentamicina com outros antibióticos é inaceitável. A droga atua em uma célula microbiana, interrompendo a síntese de proteínas. As bactérias perdem a capacidade de criar uma concha e enzimas, que produz a destruição das células do microorganismo. O curso do tratamento é de uma semana a 12 dias. Contra-indicações ao uso de gentamicina são insuficiência renal,
  • Cefotaxima é prescrito para prostatite complicada, pois é resistente a beta-lactatos. Combate bactérias como estafilococos, gonococos e E. coli. Um antibiótico poderoso e barato é indicado com uma comprovada falta de eficácia de outros medicamentos. Utilizado em terapia antimicrobiana complexa. A hipersensibilidade à cefalosporina é considerada uma contraindicação ao uso,

  • Amoxiclav - um antibiótico do grupo penicilina. Apesar de o medicamento ter um amplo espectro de ação, é caracterizado por atividade seletiva. O Amoxiclav reconhece microorganismos patogênicos e os destrói sem danificar os tecidos saudáveis. O custo do antibiótico é pequeno, mas a medicação tem várias desvantagens. Por exemplo, a inutilidade de um medicamento contra bactérias como urearlasma, micoplasma, clamídia foi comprovada. Portanto, a nomeação de amoxiclav na prostatite causada por uma flora atípica estável é impraticável. Além disso, não devemos esquecer os efeitos colaterais da droga: ruptura do trato digestivo, fígado e rins.
  1. Imunomoduladores. O desenvolvimento da patologia é acompanhado por um enfraquecimento das funções protetoras do corpo. Medicamentos imunoestimulantes são prescritos não apenas para apoiar o corpo com terapia antibacteriana, mas também como profilático:
  • Timolina. Uma ação direcionada para apoiar o sistema imunológico permite normalizar o funcionamento dos vasos sanguíneos, estimular a regeneração celular e também regular os linfócitos. A dose diária não excede 0,02 g. Para a eficácia persistente do medicamento, ele é diluído em soro fisiológico. O regime de timolina é calculado pelo médico e não excede 10 dias,
  • Pirogenal. O medicamento, modulador do sistema imunológico, é administrado por via intramuscular. É prescrito em conjunto com antibióticos. O curso do tratamento é de 30 doses. A droga é caracterizada por um regime especial. Injeções pirogenais são prescritas a cada três dias. Os sintomas que acompanham o tratamento medicamentoso são calafrios e febre,
  • T é activina. Um fármaco imunoestimulante é administrado por via subcutânea. Eficaz exclusivamente com a natureza bacteriana da prostatite. É prescrito para as formas aguda e crônica da doença. A dose diária é de 1 ml. É preferível administrar o medicamento antes de dormir. O curso do tratamento é de 5 a 10 dias.
  1. Drogas adicionais. O objetivo das injeções é aconselhável para eliminar processos inflamatórios. Medicamentos adicionais são prescritos para formas crônicas da doença:

  • Suco de aloe. Agente antimicrobiano natural. Bloqueia o processo inflamatório e a síndrome dolorosa nas regiões pélvica e perineal. Promove afinamento do sangue. O suco de aloe é eficaz no combate a lesões estagnadas. O medicamento é administrado por via subcutânea, o curso envolve uma ingestão diária. Contra-indicações: patologia dos rins e fígado,
  • Um simplório. Bem estabelecido no período pós-reabilitação após intervenções cirúrgicas, como adenomas. O efeito sobre a próstata passa pela regulação dos processos metabólicos e pela regeneração de tecidos saudáveis. O medicamento remove o inchaço e reduz o risco de trombose. Uma indicação para a nomeação de Prostacor é uma diminuição do tônus ​​muscular da bexiga. O curso do tratamento não excede 10 dias, recondução não antes de 3 meses. Contra-indicações são possíveis devido à sensibilidade individual aos componentes da droga.

A lista de medicamentos que demonstram eficácia no tratamento de problemas com o sistema urogenital dos homens é extensa. É proibida a autoadministração dos medicamentos e regimes de tratamento. Táticas analfabetas do uso de drogas ameaçam a transição da doença para formas crônicas. Ao escolher um medicamento em particular, não basta estudar análises sobre ele, seu efeito e composição. Somente a visita a um urologista qualificado, submetido a exames médicos, seguindo as recomendações, pode garantir uma cura completa para doenças da próstata.

Imunomoduladores

Embora a próstata seja uma das melhores drogas para o tratamento de doenças prostáticas, não é de forma alguma a única. Para aumentar a resistência do corpo a processos infecciosos e inflamatórios, os pacientes com prostatite costumam receber medicamentos imunomoduladores. A lista de tais ferramentas é bastante grande. Uma das drogas mais famosas deste grupo é Derinat. As injeções da droga são prescritas em um curso de 10 injeções, que são tomadas uma vez a cada 1-2 dias. Como resultado do tratamento, Derinat aumenta a eficácia da terapia básica e acelera a recuperação dos pacientes. O medicamento não tem reações adversas, com exceção de alergias, e em diabéticos - hipoglicemia. O preço é bastante acessível.

Pirogenal tem um efeito semelhante. A substância ativa dessas injeções é obtida da salmonela. O medicamento tem uma alta eficácia imunomodulatória, mas é contra-indicado em patologias sanguíneas, febre e convulsões.

Injeções de prostatite

Use o medicamento na forma de injeções apenas durante o período de exacerbação, se estivermos falando de antibióticos e anti-inflamatórios, ou 1-2 vezes por ano quando forem prescritos imunomoduladores. Ao nomear o último, eles também podem ser usados ​​no estágio crônico da prostatite.

Comparado aos comprimidos, as injeções têm as seguintes vantagens:

  • mostrar resultados mais rápidos em um curto curso de terapia,
  • ajuda no primeiro dia a facilitar o processo de micção,
  • devido ao curso curto do tratamento, eles não causam problemas com a potência e a contagem de espermatozóides,
  • eliminar o processo inflamatório,
  • estabelecer os vasos sanguíneos da próstata,
  • inibir o crescimento de tecidos orgânicos, que também é a prevenção de hiperplasia benigna e maligna.

As consultas com prostatite diagnosticada em qualquer uma das formas podem ser feitas por um terapeuta ou urologista; às vezes, uma consulta com um cirurgião é permitida, se a cirurgia for necessária ou já tiver sido realizada.

Leia mais no artigo: injeções para prostatite, o nome dos medicamentos.

Fatos importantes

Antes de tratar a prostatite com injeções, é necessário levar em consideração as contra-indicações para esses medicamentos. Cada medicamento tem suas contra-indicações; portanto, o médico deve prescrever o medicamento, escrevendo a prescrição apropriada para o paciente e explicando o regime de tratamento em detalhes ao paciente.

  • Medicamentos antibióticos geralmente causam reações alérgicas, portanto, um teste apropriado deve ser feito antes da injeção.
  • No momento do tratamento, um homem deve abandonar o álcool.
  • Também é inaceitável diminuir ou aumentar as dosagens de injeção independentemente.
  • Não substitua os solventes especificados nas instruções do medicamento por agentes alternativos.


Se irritação, dor ou reação da pele aparecer no local da injeção, é necessário informar o médico sobre o assunto para selecionar outro medicamento. O processo de tratamento deve prosseguir estritamente de acordo com o esquema prescrito pelo urologista, só assim o tratamento fornecerá os resultados necessários. Seja prudente, apenas um especialista qualificado pode injetar corretamente, para que você não possa confiar em um assunto tão responsável para autodidata ou amador. Caso contrário, podem ocorrer complicações como processos purulentos no local da injeção, abscessos e outras doenças desagradáveis.

Duração do tratamento

Independentemente de qual medicamento tenha sido prescrito ao paciente, é importante suplementar as injeções com outras formas do medicamento. Normalmente, comprimidos e supositórios retais também são prescritos para o paciente. Ao mesmo tempo, não é necessário reduzir a quantidade de substância ativa da injeção durante a terapia combinada.

    Os supositórios Viferon provaram ser excelentes em tratamentos complexos. Um medicamento clássico para impedir o crescimento de bactérias e aumentar a imunidade. Para prostatites de qualquer tipo, os supositórios retais devem ser utilizados dentro de 5 a 10 dias.

Para obter um resultado terapêutico pronunciado, são prescritas 1-2 doses. É aconselhável que o supositório seja administrado após o ato natural de defecação, com as mãos limpas e quando deitado no lado esquerdo. Após o procedimento, você deve passar 20 minutos na posição horizontal.

  • Além disso, os comprimidos de Prostamol Uno provaram ser bons na terapia complexa. As cápsulas melhoram a circulação sanguínea, melhoram o funcionamento do sistema geniturinário. Para obter um bom resultado, você deve tomar 320 mg da substância ativa ao mesmo tempo. A duração da terapia é determinada estritamente pelo médico assistente.
  • Também vale a pena incluir Prostan na terapia. Os comprimidos podem reduzir ou impedir o desenvolvimento de problemas urológicos na presença de prostatite.

    Além disso, o medicamento será útil para homens com hiperplasia e atrofia do tecido da próstata. Além das ferramentas descritas, você pode usar seus análogos. Como regra, eles diferem apenas no preço.

    As injeções de prostatite nos homens são uma maneira moderna de tratar problemas com a próstata de qualquer forma. Apesar da eficácia comprovada, existe o risco de desenvolver um grande número de sintomas colaterais. Isso requer que o paciente consulte o médico assistente e monitore cuidadosamente as doses recomendadas se a terapia for realizada em casa.

    Vantagens e desvantagens

    Medicamentos em forma de comprimido são geralmente prescritos para anomalias crônicas. Na ausência do resultado desejado, recomenda-se ao paciente injeções.

    Na natureza aguda da patologia, as injeções são o tratamento preferido. Eles podem eliminar a dor e melhorar significativamente a condição do paciente. Isto é devido a uma absorção mais completa dos medicamentos na forma injetável em comparação com os comprimidos.

    Um médico que trata prostatite deve ser submetido a um exame detalhado antes de iniciar o tratamento. Inclui necessariamente um estudo de sangue e urina. Uma análise da secreção da próstata e palpação da área afetada também é realizada.

    Um elemento integrante do diagnóstico é o ultrassom. Com base nas informações recebidas, o médico decide sobre a necessidade de injeções.

    Este método de tratamento é usado nos seguintes casos:

    • Prostatite bacteriana e viral,
    • Danos no sistema reprodutivo,
    • Aumento benigno da próstata e período de recuperação após a remoção de neoplasias,
    • Disfunção erétil,
    • Violação do fluxo sanguíneo nos órgãos genitais.

    Vale considerar que a implementação de injeções está associada a certos riscos:

    • Há uma chance de que bactérias possam entrar nas camadas subcutâneas, tecido muscular ou corrente sanguínea,
    • Existe o risco de bolhas de óleo ou ar entrarem na corrente sanguínea,
    • Podem ocorrer complicações quando a veia é perfurada ou o medicamento é injetado após o vaso,
    • Existe a possibilidade de formação de infiltrados ou hematomas na área de administração de medicamentos,
    • Com uma forte contração dos músculos das nádegas durante a injeção, a agulha pode quebrar.

    É por isso que as injeções de prostatite devem ser realizadas por um profissional médico experiente. Isso ajudará a minimizar a probabilidade de complicações desagradáveis.

    Classificação

    Hoje, existem muitos medicamentos usados ​​para tratar a prostatite. Todos os medicamentos são classificados por tipo de efeito no tecido afetado. O urologista seleciona um medicamento específico, levando em consideração os sinais da patologia, o estágio de seu desenvolvimento e a presença de certos sintomas.

    A lista de injeções para prostatite inclui essas substâncias:

    1. Analgésicos. Como outras inflamações, a prostatite sempre provoca dor. Com o desenvolvimento da doença, ocorre desconforto pulsátil agudo. À medida que a patologia progride, a dor no períneo aumenta. Injeções especiais com analgésicos eliminam rapidamente o desconforto.
    2. Antibacteriano. Tais agentes são indicados para a origem bacteriana da doença. Os medicamentos desta categoria lidam rapidamente com a inflamação e eliminam os sintomas da doença.
    3. Bloqueadores alfa. Graças ao uso de tais drogas, é possível reduzir a pressão local e lidar com um sintoma desagradável de prostatite - uma violação da micção.

    Além disso, existem outros medicamentos usados ​​para normalizar o bem-estar no contexto de inflamação da próstata. O princípio das injeções é diferente, mas todas elas permitem alcançar resultados positivos.

    Diclofenaco

    Este medicamento é usado para dores intensas, que violam a qualidade de vida de uma pessoa. A substância é prescrita em várias formas de dosagem. Com grande desconforto, os médicos preferem prescrever injeções.

    A substância ativa do diclofenaco lida com a inflamação, reduz o risco de complicações de outros órgãos, normaliza o estado dos vasos sanguíneos e remove o edema. A droga estimula processos regenerativos nos tecidos que são perturbados pela prostatite. Se o diclofenaco for injetado, sua dose diária não deve ser superior a 150 mg.

    Injeções anti-inflamatórias

    Os anti-inflamatórios não esteróides são frequentemente usados ​​na terapia sintomática da prostatite. Eles contribuem para:

    • normalização da temperatura corporal,
    • alívio da dor,
    • aliviar o espasmo muscular
    • reduzir a inflamação
    • melhorar o bem-estar geral.

    Os medicamentos amplamente utilizados desse grupo são o ibuprofeno e o diclofenaco. Os comprimidos geralmente são prescritos, mas, de acordo com o testemunho do médico, esses medicamentos podem ser usados ​​para administração intramuscular.

    O diclofenaco em ampolas é usado em um curso curto, o tratamento não dura mais de uma semana. A dosagem do medicamento é calculada com base na idade e peso corporal do paciente.

    Terapia antibiótica

    A administração intramuscular de medicamentos antibacterianos deve ser regulada pelo médico assistente. A escolha do medicamento depende da natureza da inflamação da próstata. Muitas vezes, são prescritos antibióticos de amplo espectro e drogas do grupo fluoroquinolona.

    A levofloxacina é um medicamento antimicrobiano do grupo fluoroquinolona. A ferramenta não é um antibiótico, pois não possui análogos naturais. Difere em várias contra-indicações e efeitos colaterais, no entanto, afeta efetivamente o patógeno da inflamação, permitindo que você se livre rapidamente dos sintomas agudos.

    A cefotaxima e a ceftriaxona são drogas análogas que pertencem a drogas antibacterianas de amplo espectro. Quando administrado por via intramuscular, o curso do tratamento com antibióticos e antimicrobianos raramente excede 10 dias. A dosagem é selecionada individualmente para cada paciente, geralmente os médicos prescrevem não mais que 500 mg do medicamento para administração diária.

    Somente um médico pode decidir sobre a necessidade de injeções para prostatite, o nome dos medicamentos também é selecionado apenas por um especialista. É estritamente proibido alterar de forma independente os fármacos ou aumentar a dose, caso contrário, o desenvolvimento de efeitos colaterais é possível.

    Até 10 de agosto O Instituto de Urologia, juntamente com o Ministério da Saúde, realiza o programa "Rússia sem prostatite"Dentro do qual o Predstanol está disponível a um preço preferencial de 99 rublos. , todos os moradores da cidade e região!

  • Deixe O Seu Comentário